quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Fomos feitos para as boas obras: o que isto quer dizer? isto quer dizer? Índice • O que qualifica uma boa obra? o Praticá-lo pelo desejo de obedecer a Deus • A importância das boas obras • Exemplos de boas obras o Obras de caráter pessoal o Obras de caráter social Somos meros instrumentos da vontade divina. Quanto mais entendemos essa frase, mais sabemos que fomos feitos para as boas obras. Afinal, Deus é a bondade suprema, nosso criador. Mas para querer fazer a diferença positiva no mundo, é preciso ter fé. Qual é a relação da fé com a boa obra? É sobre isso que falaremos no presente texto. Continue a leitura para entender sobre o assunto! O que qualifica uma boa obra? Efésios 2:8-10 Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas. Uma boa obra é o cumprimento da vontade Deus. Segundo a Bíblia, uma boa obra não é apenas aquela que tem boa aprovação social, porque isso os pecadores também fazem (Mt. 7:11; Rm. 2:14). A boa obra é, sim, aquela proveniente da fé, que é o princípio que nos leva a praticar boas ações. Hebreus 11:6 diz que “sem fé é impossível agradar a Deus”. Nossos atos de bondade são aceitos diante de Deus por terem sido santificados pelo sacrifício de Jesus. Eles podem ser preceitos que regulam nossa conduta individual perante Deus e em relação ao próximo e à sociedade. Praticá-lo pelo desejo de obedecer a Deus A qualificação de uma boa obra também pode ser encontrada em nossas intenções. Nunca devemos praticar o bem pensando em recompensa ou “exercer a justiça diante dos homens com o fim de serdes vistos por eles” (Mt. 6:1). Devemos, ao contrário, praticá-lo pelo desejo de obedecer a Deus. Como um caminho natural da vida, Deus nos recompensará de forma justa no dia do juízo. Assim, podemos ver a boa obra como uma evidência da salvação. A importância das boas obras A Graça de Deus envolve amor, bondade, sabedoria, misericórdia, perdão e justiça. Ela chegou até nós quando acreditamos que Jesus é o Senhor. Ou seja, a salvação chegou pela fé e não pelos esforços humanos. Mas, se não foi assim, qual é a importância de nós realizarmos boas obras? Colocar em prática o exercício das verdades bíblicas. Deus faz boas obras por meio de nossas vidas para que sigamos o caminho espiritual da verdade. Um dos mandamentos que devemos ter sempre em mente é que cada um de nós veio à Terra para cumprir sua missão e ajudar o próximo. Dessa forma, não há como escapar do planejamento divino. Responsáveis pela colheita a partir do plantio Em 2Coríntios 5:10, vemos que nós somos responsáveis pela colheita a partir do plantio. “Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo”. Se fomos feitos para as boas obras, a realização delas é importante para que sigamos o próprio Cristo. Na prática, é o exercício dos mandamentos cristãos. Exemplos de boas obras As boas obras se dão em todos os campos das nossas vidas. Abaixo, confira alguns exemplos de boas obras para colocarmos em ação: Obras de caráter pessoal Quando falamos sobre obras de caráter pessoal, referimo-nos ao relacionamento de cada um com Deus. Nossa vida de oração e estudo da palavra é o nosso maior elo com o Criador, o que nos inspira e nos faz ter fé na prática das boas obras. Entretanto, a própria Bíblia ensina que somos membros de um mesmo corpo (Rm. 12:5) e temos o dever de cooperar a favor do nosso irmão. Para sermos agentes transformadores, precisamos olhar para fora, não só para o íntimo. Trabalho, família, igreja e meio ambiente são locais onde as leis do Cristo precisam ser obedecidas. Por isso, as obras de caráter social. O estudo dos ensinamentos cristãos, por exemplo, não deve ficar restringido à individualidade de cada um. Ao contrário, precisamos lutar para que ele seja melhor aplicado e disseminado para que as boas obras possam ser feitas em toda a sociedade. Obras de caráter social Nossa responsabilidade social é retratada na Bíblia na bonita passagem Mt. 5:13-16: “Vós sois o sal da terra (…) Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” As boas obras, provenientes da fé, devem se estender por toda a comunidade. Daí a necessidade de a Igreja se envolver em ações sociais quando possui condições para isso. Esse envolvimento pode ser dar pessoalmente, quando a Igreja cria projetos sociais e os atende diretamente ou de forma organizacional. Nesta forma organizacional, as parcerias com instituições sérias são boas opções para atender às necessidades da comunidade local. Apadrinhamento financeiro de meninos e meninas Aqueles que reconhecem seus dons e vocações podem ser envolvidos para ampliar o alcance das boas obras. Um projeto social que vem crescendo no Brasil e conta com a parceria de algumas igrejas é o apadrinhamento financeiro de meninos e meninas que vivem em situação de extrema pobreza. O trabalho é feito por associações sociais de tradição e responsabilidade, que permitem o seu acompanhamento direto e avaliação do resultado do investimento feito. Se você quer ajudar e não encontrou ainda uma instituição confiável, conheça amor de Cristo por almas, contribua para transformar as vidas de muitas crianças e ofereça para elas oportunidade de se tornarem jovens, adultos, pais e líderes que poderão atuar gerando transformações positivas nas comunidades. Além da área social, as boas obras podem ser desenvolvidas em busca da verdade, da justiça social e também na ecologia, considerando que a terra nos foi dada com todas as condições para que vivamos bem e em harmonia. É, por isso, nossa obrigação cristã cuidar do cultivo responsável da terra e de todo o meio ambiente nos oferecido por Deus para que possamos exercer nossas boas obras. A boa obra é proveniente da fé e uma evidência da salvação. Ela pode ser realizada dentro de nós e em benefício do próximo. Já sabe com qual obra social se identifica? Conheça o Projeto ajude levantar uma vidae deixe seu comentário caso tenha alguma dúvida!


 

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

EvangelizaçãoPorque o Senhor assim no-lo mandou: Eu te pus para luz dos gentios, para que sejas de salvação até aos confins da terra.Atos 13:47E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.Marcos 16:15Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus.Atos 20:24Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus.Mateus 5:15-16Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!Mateus 28:19-20Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego.Romanos 1:16Louvai ao Senhor e invocai o seu nome;fazei conhecidas as suas obras entre os povos.Salmos 105:1Antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós.1 Pedro 3:15Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.Mateus 5:14Também vos notifico, irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado, o qual também recebestes e no qual também permaneceis; pelo qual também sois salvos, se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado, se não é que crestes em vão.1 Coríntios 15:1-2De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.Romanos 10:17Porque qualquer que quiser salvar a sua vida perdê-la-á, mas qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará.Marcos 8:35E direis, naquele dia:Dai graças ao Senhor, invocai o seu nome,tornai manifestos os seus feitos entre os povose contai quão excelso é o seu nome.Isaías 12:4Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.João 13:35Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina.Tito 2:1Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens.Mateus 5:13Assim, eu me engrandecerei, e me santificarei, e me farei conhecer aos olhos de muitas nações; e saberão que eu sou o Senhor.Ezequiel 38:23Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.Atos 1:8Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória.Colossenses 1:27Para o que, pelo nosso evangelho, vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.2 Tessalonicenses 2:14Nisto é glorificado meu Pai: que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.João 15:8Desde então, começou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o Reino dos céus.Mateus 4:17Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado.1 Coríntios 2:2O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados do coração.Lucas 4:18E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho, que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições, e, no século futuro, a vida eterna.Marcos 10:29-30Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.João 20:21

quarta-feira, 30 de setembro de 2020

ESTUDO SOBRE FAZER A OBRA DE UM EVANGELISTA 3 Realidades que um evangelista precisa estar ciente Embora no título deste estudo bíblico eu tenha dito “todo evangelista “, é aplicável também me referir a todo cristão, pois a missão de evangelizar é para cada um em particular, e não somente para alguns irmãos na igreja. É evidente que uns receberam o dom de uma forma, e outros de outra, mas todos devemos evangelizar! Esta palavra é para edificar a tua vida e te dar mais motivação para aplicar-se ao evangelismo, trazendo à tona algumas realidades para que tu não desanimes no meio do caminho, frustrando-se. Estes três tópicos à seguir são baseados na vida de Estêvão, um dos mártires da igreja primitiva. E este parecer agradou a toda a multidão, e eles escolheram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo … E Estêvão, cheio de fé e de poder, fazia grandes maravilhas e milagres entre o povo. (Atos 6:5a, 8 KJF) 2) O evangelista precisa ter conhecimento bíblico! (Obviamente) Um dos principais elementos que devemos ter para fazer um evangelismo é o conhecimento da Bíblia Sagrada! Se você tiver conhecimento da Bíblia quando evangelizar alguém, você terá consigo mais respostas para as objeções, resistências e dúvidas das pessoas, assim como será convincente para revelar as verdades bíblicas sobre a salvação no Senhor Jesus Cristo. Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, (1 Pedro 3:15 ACF) Mas é importante ressaltar que deve-se evitar debates e disputas o máximo possível durante o evangelismo, pois queremos fazer discípulos, e não entrar em disputas que raramente tem bom proveito (At 18:5-6; 2 Tm 2: 14-16, 23-25). Estêvão, o primeiro mártir da igreja de Cristo, era um homem cheio de sabedoria e conhecimento nas Escrituras Sagradas. Quando ele falava aos seus opositores ninguém conseguia prevalecer contra ele. Veja Atos 6:8-10. Um evangelista precisa de conhecimento bíblico para pregar o evangelho aos pecadores e ensina-los a Palavra de Deus. Neste percurso também é natural que encontre-se com muitas pessoas que já fizeram parte de uma igreja, por isso tal conhecimento bíblico é extremamente necessário. Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, saiba ele que, aquele que converte um pecador do erro do seu caminho, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados. (Tiago 5:19-20 KJF) Assim como você foi salvo por Cristo Jesus e hoje desfruta de Sua graça e amor, deve querer o mesmo para as pessoas. Mas para que consiga pregar o evangelho a elas deverá aplicar-se ao estudo bíblico, sob a direção do Espírito Santo, com temor a Deus. e apegue-se firmemente à fiel Palavra, da forma como foi ministrada, a fim de que seja capaz tanto de encorajar os crentes na sã doutrina quanto de convencer os que se opõem a ela. (Tito 1:9 KJA) ________________________________________ Observação: Usar uma tradução bíblica com um bom texto também é indispensável! Muitos tem pensado que as bíblias modernas são boas para evangelismo devido seu texto de fácil entendimento, mas não se dão conta das problemáticas que elas trazem em muitas passagens bíblicas. A minha recomendação atualmente é a tradução King James Fiel 1611. 2) O evangelista pode ser perseguido por causa do evangelho! imagem ilustrativa Não posso aqui esconder a verdade de ninguém. Pregar o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo pode ter um preço alto. Ao final do discurso que Estêvão fez aos judeus, justamente por estes não terem mais respostas para falar contra ele, encheram-se de ódio em seus corações e apedrejaram-no até a morte (Atos 7:54-60). Eu disse que evangelizar pode ter um alto preço a se pagar, mas Estêvão não só viu a glória de Deus, como também foi recebido por Ele nos céus! Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. (1 Coríntios 15:58 KJF) Ao evangelizar as pessoas, alguns crerão e se alegrarão com sua mensagem, mas outros incrédulos que não querem largar seu pecado, terão seu ódio despertado. Por isso, estejamos atentos! Veja como exemplo em Atos 17:10-11 a diferença de dois povos que ouviram o mesmo evangelho, entretanto um recebeu de bom grado, e o outro não. Leia também João 15:20. 3) As pessoas hoje em dia podem ser resistentes para ouvir sua mensagem de evangelismo. O apóstolo Paulo, movido pelo Espírito Santo, já havia profetizado que em nossos dias haveriam pessoas que resistiriam à mensagem do evangelho, que seriam tempos trabalhosos para evangelizar certos tipos de pessoas, por isso o evangelista precisa estar ciente de que não será recebido as vezes. E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens de mentes corruptas, réprobos quanto à fé. (2 Timóteo 3:8 KJF) Saiba porém que a Palavra de Deus é viva e eficaz (Hb 4:12), ela certamente produzirá o efeito desejado, ainda que leve muito tempo (Is 55:10-11). Logo, não adianta insistir com quem não quer ouvir, pois forçado dificilmente ele virá para o lado de Deus. Lembre-se que a missão do evangelista é anunciar a Palavra, porém ele não faz isso sozinho, pois o Espírito Santo é quem convence o homem de seu pecado. Por isso, aos resistentes incrédulos que rejeitam o evangelho, a orientação é esta: Ao homem que é herege, depois da primeira e segunda admoestação, rejeita. Sabendo que aquele que é assim está pervertido e peca, estando condenado em si mesmo. (Tito 3:10,11 KJF) E mais essa: E evita as questões tolas e sem instrução, sabendo que produzem contendas. E ao servo do Senhor não convém contender, mas ser manso para com todos os homens, apto para ensinar, paciente; instruindo com mansidão os que se opõem, a ver se, porventura, Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, e voltem a si, livres dos laços do diabo, que os mantém cativos e submetidos à sua vontade. (2 Timóteo 2:23-26 KJF) Você tem experiência com evangelismo? Conhece mais dicas para um cristão que recebeu do Senhor o ministério de um evangelista? Compartilhe então com outros leitores nos comentários aqui no final da página.












 

Postagem em destaque