sábado, 21 de setembro de 2013

quinta-feira, 5 de março de 2009 PREGANDO A VERDADE SEM MEDO Hoje em quase todas as igrejas não se fala mais em cruz, em pecado, em inferno e em condenação. Pastores, líderes de ministérios, evangelistas e nas escolas dominicais não se prega mais o verdadeiro, mas sim o conveniente, muitos estão preocupados em agradar os fiéis e não sabem que estão levando muitos ao erro, ao pecado e alguns a própria condenação, tudo pelo medo de perder suas ovelhas ou escandaliza-las. Penso eu e assim também diz a Palavra ”Como antes temos dito, assim agora novamente o digo: Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Pois busco eu agora o favor dos homens, ou o favor de Deus? ou procuro agradar aos homens? se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo” (Gl 1.9-10). Quem poderá ser um autêntico ministro do evangelho se não prega aquilo que a Bílbia diz? Todos os verdadeiros cristãos devem ter como alvo Cristo, sempre devendo agradar a Deus, mesmo que isso importe desagradar a homens. Temos como exemplo “Respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Importa antes obedecer a Deus que aos homens.” (At 5.29) .......... “Não servindo somente à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus.” (Ef 6.6) .......... “Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo somente à vista como para agradar aos homens, mas em singeleza de coração, temendo ao Senhor.” (Cl 3.22). Mesmo que a Palavra de Deus seja dura, deve ser pregada sem receio, não sabemos quando Cristo irá voltar, por isso importa pregar o Evangelho do que tentar agradar a igreja, temendo escandalizá-la. Cristão verdadeiros, que amam a Cristo, receberão com amor essa palavra, pois ela exortará, ensinará o verdadeiro, o correto, enquanto aqueles que estão dentro das igrejas, dizendo que são crentes e se escandalizam com a verdade da Palavra, digo-vos, que a muito tempo estão desviados, não conheceram a Cristo ainda e precisam consertar seu caminho com o Senhor. Nos somos filhos de Deus, temos o evangelho confiado para disseminar e temos que fazer isso “mas, assim como fomos aprovados por Deus para que o evangelho nos fosse confiado, assim falamos, não para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações.” (1Ts 2.4). Temos a certeza, assim como a parábola dos talentos, que se nos é confiado a proclamação do Evangelho, e por medo, restrição, doutrina, ou mesmo pelo fato de como a igreja vai reagir pela verdade, deixarmos de proclamar, rodeando a Palavra, evitando a cruz, o sacrifício, o inferno, pagaremos um alto preço a Deus, por termos uma pedra preciosa nas mão e enterrarmos no solo, passando nos por tímidos. Jesus chamava os fariseus, doutores na lei de hipócritas, miseráveis, pobres, cegos e nus. Jesus anunciava o Evangelho verdadeiro e não omitia a Palavra para agradar qualquer um que fosse, mesmo seus discípulos que o seguiam foram repreendidos, dizendo Jesus que se o seguiam por causa do pão, que sumissem, fosse cada um para seu canto, sem restrição ou medo. Fujam daqueles que pregam para manter a igreja cheia, que implantam doutrinas anti-bíblicas “Ora, irmãos, estas coisas eu as apliquei figuradamente a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, de modo que nenhum de vós se ensoberbeça a favor de um contra outro.” (1Co 4.6). Muitos tem ajudado o Evangelho, complementando-o com suas doutrinas pessoais, trazendo o erro para dentro da igreja, implantando doutrinas de superstição, revelação, irmãos, jamais Deus revelará algo fora da Palavra, muitos hoje pregam, “O Senhor me deu uma revelação, ou isso, ou aquilo” e vendo está totalmente contrário do que a Bíblia diz, CUIDADO, você está emPERIGO!!!! Prove se os profetas são de Deus “Amados, não creiais a todo espírito, mas provai se os espíritos vêm de Deus; porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.” (1Jo 4.1). Afaste-se desses sensacionalistas que emotivam a igreja em vez de levar a Palavra da cruz, aquela verdadeira que salva, que concerta e não a que conforta os pecados delas, “Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas dissoluções, e por causa deles será blasfemado o caminho da verdade; também, movidos pela ganância, e com palavras fingidas, eles farão de vós negócio; a condenação dos quais já de largo tempo não tarda e a sua destruição não dormita. (2Pe 2.1-3) não tireis da igreja o direito de saber a verdade somente pelo medo da repercussão, do escânda-lo, pois quem ama a Deus receberá com amor, e faz a vontade dele. Aquele que acrescenta ou tira algo da Palavra, pagará o preço (Ap 22.18-19). Deus abençoe a todos em nome de Jesus

Nenhum comentário:

Postagem em destaque