terça-feira, 29 de setembro de 2015

Busque o enchimento do Espírito Santo. Amém


“E n√£o vos embriagueis com vinho, no qual h√° dissolu√ß√£o, mas enchei-vos do Esp√≠rito, falando entre v√≥s com salmos, entoando e louvando de cora√ß√£o ao Senhor, com hinos e c√Ęnticos espirituais, dando sempre gra√ßas por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.” (Ef√©sios 5.18-21)

√Č importante assimilar a rela√ß√£o entre a doutrina da igreja e a doutrina do Esp√≠rito Santo, que aparece nesta carta. Paulo ensina a doutrina da plenitude do Esp√≠rito Santo dentro da estrutura da Igreja de Deus.
Vejamos o que Paulo nos ensina acerca do Espírito Santo, num contexto mais abrangente desta carta:
- No capítulo 1, ensina que o Espírito Santo é o selo de todas as bênçãos espirituais, ou seja, é Ele que nos marca para Deus, como sendo sua propriedade;
- Já no capítulo 2, Paulo afirma que a barreira entre judeus e gentios fora rompida por intermédio do Espírito Santo, ou seja, o acesso de ambos a Deus é feito pelo Espírito e que o mesmo Espírito Deus habita na igreja;
- No capítulo 3, é mencionado que pelo Espírito Santo o evangelho fora revelado aos apóstolos e profetas.
- No capítulo 4, Paulo diz que é o Espírito quem concede paz que mantém cristãos unidos.
- No capítulo 5, lemos que a igreja deve ser cheia do Espírito e por fim no capítulo 6, Paulo ao tratar da guerra espiritual, nos orienta a orar no espírito.
Tratando agora da perícope (5.18-21), qual o significado de ser cheio do Espírito Santo?
Devemos ressaltar de que, apesar de Paulo usar uma linguagem figurada (“enchei-vos do Esp√≠rito”) √© evidente que para ele o Esp√≠rito Santo √© uma pessoa, √© Deus e n√£o uma for√ßa ou algo que possamos manipular.
Paulo nesta passagem nos ordena a nos submeter ao domínio do Espírito Santo, de tal forma que todas as áreas de nossa vida, fiquem sob seu controle e que o fruto do Espírito encha o nosso ser, assim como um vaso.
A idéia de ser cheio pelo Espírito Santo significa ser controlado pelo Espírito. Paulo chega a contratar alguém que está embriagado com alguém que está cheio do Espírito.
A embriaguez consiste no dom√≠nio ou controle de algu√©m pelos efeitos do √°lcool. Quando algu√©m est√° embriagado, o √°lcool j√° subiu a sua mente e j√° o dominou de tal maneira que tudo o que ela fizer ser√° feito pelos efeitos do √°lcool. Uma pessoa embriagada, n√£o percebe mais o que faz; ela perde o controle de sua vida. Paralelo a essa situa√ß√£o, Paulo afirma que uma pessoa cheia do Esp√≠rito ter√° suas palavras, a√ß√Ķes, sentimentos, car√°ter influenciados pelo Santo Esp√≠rito.
Uma pessoa embriagada perde todo o domínio de si, enquanto uma pessoa dominada pelo Espírito Santo, mais domínio sobre si terá.


Podemos compreender que a vontade de nosso Senhor, √© que cada crist√£o viva na plenitude do Esp√≠rito. Somente por interm√©dio do Esp√≠rito de Deus, temos condi√ß√Ķes e somos capacitados a realizar aquilo que o Senhor projetou para sua Igreja.
Não estamos falando de crentes pentecostais, dons ou línguas estranhas, mas falamos de termos nossas vidas, na integralidade, controlada por Deus.
Ser controlado pelo Espírito é o que cada cristão deve buscar. Se o projeto do Senhor é formar uma nova sociedade, não existe outra forma ou maneira de se formar uma coletividade de santos a não ser por intermédio de Seu Espírito.
Sem o Espírito Santo, não há Igreja, sem santidade não há Espírito Santo, Sem viver na presença de Jesus, não há Espírito Santo, pois foi Jesus quem rogou ao Pai que o mandasse o Espírito da promessa. Amém
Se você que ser salvo! Quer ir morar com Deus, é crente mais não tem o Espírito Santo, eu e convido a buscá-lo. Amém pois é ele que sela quem vai morar com Deus. Aleluia


segunda-feira, 28 de setembro de 2015

SANTIFICA√á√ÉO, SANTIFICA√á√ÉO J√Ā!

Hebreus     12-14    Segui a paz com todos, e a santifica√ß√£o, sem a qual ningu√©m ver√° o Senhor;
Igreja!
vamos  nos SANTIFICAR, ser separado do mundo.


s√°bado, 26 de setembro de 2015

O Espírito Santo é a presença do Deus Pai, do Deus Filho em nossas vidas. Amém

Os atributos do Espírito Santo
Deus √© o mesmo ontem, hoje e o ser√° para todo o sempre Os atributo do Esp√≠rito Santo s√£o os mesmos do Deus-Pai e do Deus-Filho, ou seja:
a) Criador -  logo nos primeiros vers√≠culos da B√≠blia encontramos refer√™ncias a respeito do Esp√≠rito Santo como Criador, uma vez que mediante a voz do Deus-Pai, o Esp√≠rito de Deus trouxe √† exist√™ncia as coisas que n√£o existiam, como podemos verificar em G√™nesis 1.1-2: "No princ√≠pio, criou Deus os c√©us e a terra. A terra, por√©m, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Esp√≠rito de Deus pairava por sobre as √°guas."
b) Onipotente - todos os milagres e maravilhas que encontramos registrados na Sagrada Escritura tiveram a ação direta tanto do Deus-Pai e do Deus-Filho como do Deus-Espírito Santo. Porém, o Espírito Santo, sob o meu ponto de vista, foi o mais expressivo e importante, por ocasião da vinda do Deus-Filho ao mundo. Naquela oportunidade, o anjo Gabriel foi enviado da parte de Deus à cidade de Nazaré, a uma virgem, anunciando o nascimento do Filho de Deus através dela, dizendo:
"Descer√° sobre ti o Esp√≠rito Santo, e o poder do Alt√≠ssimo te envolver√° com a sua sombra; por isso, tamb√©m o ente santo que h√° de nascer ser√° chamado Filho de Deus." Lucas 1.35
Esta é uma das evidências do poder ilimitado do Espírito Santo. Também o apóstolo Paulo, escrevendo aos cristãos romanos, afirma:
"Se habita em v√≥s o Esp√≠rito dAquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificar√° tamb√©m o vosso corpo mortal, por meio do Seu Esp√≠rito, que em v√≥s habita." Romanos 8.11
√Č humanamente imposs√≠vel desenvolver pensamentos a respeito do poder de Deus, pois nem mesmo a B√≠blia √© capaz de externar a Sua autoridade e for√ßa. Tudo o que √© revelado sobre a onipot√™ncia do Esp√≠rito Santo concede apenas algumas ligeiras ideias acerca daquilo que Ele √© capaz. Consideramos todas as coisas, mediante o tempo e o espa√ßo; para n√≥s existiu o ontem, existe o hoje e existir√° o amanh√£, porque vivemos dentro dos limites do tempo, que por sua vez n√£o para nunca.
Por√©m, Deus n√£o √© como os homens, pois para Ele n√£o existe passado, presente ou futuro porque simplesmente √© o mesmo, ontem, hoje e o ser√° para todo o sempre. Fica evidente a dificuldade que temos em expressar algo ilimitado, j√° que somos t√£o limitados. O ap√≥stolo Pedro afirmou: "H√°, todavia, uma coisa, amados, que n√£o deveis esquecer: que, para o Senhor, um dia √© como mil anos, e mil anos, como um dia." 2 Pedro 3.8
Se voc√™ quer aprender mais sobre a Palavra de Deus e ter a dire√ß√£o do Esp√≠rito Santo para pratic√°-la, participe do Jejum de Daniel.


quinta-feira, 24 de setembro de 2015



                           Voc√™ tem servido a Jesus, ou perseguido?
Autor:  Evangelista Manoel Moura

Estamos vivendo um tempo, em que n√£o se ver mais nas Igrejas, sego ser curado, coxo andar, leproso ser purificado! Os milagres sumiram.
N√£o se ver mais, Elias, Eliseus, Paulos, Silas, Pedros, Tiagos.
Sabe porque o PECADO est√° tomando conta das Igrejas!
Onde os desviados, continuam nas Igrejas, pior ainda dirigindo, pregando, cantando no ALTAR do SENHOR, e dizem ser CRENTES.
Os desviados hoje, n√£o saem das Igrejas  eles ficam nas Igrejas, porem desviados! Por isso a Igreja fica impedida de ADORAR,de buscar!  Deus odeia o PECADO!
Tem mais CRENTES perseguindo crentes,  ou melhor perseguindo todos, que fazendo a vontade de Deus!
Mim responda qual foi o MAIOR  Don que  Deus nos deu?
Ent√£o porque voc√™ n√£o ama a seu PR√ďXIMO, como Jesus te AMOU?


terça-feira, 22 de setembro de 2015

Você pode ajudar esse projeto de ganhar almas para o Reino de Deus. Amém
Contato: WatsApp (77) 9900-1339 ou pelo E-mail: evangelistamanoelmmoura@gmail.com
Deixa Jesus usar tua vida e teu CORA√á√ÉO. Am√©m 


Orem todos os crentes do mundo, para que por nossas m√£os Deus venha a fazer milagres. Am√©m 
João capitulo 17, Jesus orou por todos nós. Amém


segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Batalha na mente, é algo de libertação em nome de Jesus. Amém

A Preparação do Cristão na Batalha Espiritual
Ef√©sios 6.10-18. Paulo deu v√°rias instru√ß√Ķes aos crentes de √Čfeso. Neste cap√≠tulo final, ele instrui sobre a prepara√ß√£o para a batalha ou sobre luta espiritual do crente. Toda batalha requer prepara√ß√£o e estrat√©gia, ningu√©m se lan√ßa em uma batalha despreparado, pois certamente ser√° derrotado. Cada crente est√° empenhado numa guerra espiritual, todos estamos travando pesada peleja, estamos numa guerra e satan√°s nosso advers√°rio n√£o esta sozinho. Ele era um querubim no c√©u. Sobre seu comando tem um ex√©rcito de anjos ca√≠dos que se levantou contra Deus e foram expulsos de l√°. Is.14:13-15 ; - Ez.28:14 "19. A B√≠blia diz que ele √© o deus deste mundo(s√©culo, sistema). O seja que est√° dominando a sociedade. O sistema que rege este mundo pag√£o e incr√©dulo pertence a ele. Ele veio para matar roubar e destruir. Ele esta lutando contra voc√™ agora mesmo independente de seu credo religioso de sua condi√ß√£o intelectual ou financeira. Ele quer te matar, quer te roubar, quer te destruir. Ele engana ,manipula, ele quer sugar suas energias, raz√£o, f√©, paz, alegria, sa√ļde, etc. Na B√≠blia ele √© comparado com um DRAG√ÉO. O Drag√£o tem patas de le√£o, Asas de √°guia, Caldas de serpente. √Č a tr√≠ade da maldade. P√ČS DE LE√ÉO(For√ßa. Poder) "ASAS DE √ĀGUIA(Agilidade, Rapidez) "CALDA DE SERPENTE(Sagacidade, Esperteza para enganar).
A Prepara√ß√£o do Crist√£o na Batalha Espiritual Introdu√ß√£o Ef√©sios 6.10-18. Paulo deu v√°rias instru√ß√Ķes aos crentes de √Čfeso. Neste cap√≠tulo final, ele instrui sobre a prepara√ß√£o para a batalha ou sobre luta espiritual do crente. Toda batalha requer prepara√ß√£o e estrat√©gia, ningu√©m se lan√ßa em uma batalha despreparado, pois certamente ser√° derrotado. Cada crente est√° empenhado numa guerra espiritual, todos estamos travando pesada peleja, estamos numa guerra e satan√°s nosso advers√°rio n√£o esta sozinho. Ele era um querubim no c√©u. Sobre seu comando tem um ex√©rcito de anjos ca√≠dos que se levantou contra Deus e foram expulsos de l√°. Is.14:13-15 ; - Ez.28:14 "19. A B√≠blia diz que ele √© o deus deste mundo(s√©culo, sistema). O seja que est√° dominando a sociedade. O sistema que rege este mundo pag√£o e incr√©dulo pertence a ele. Ele veio para matar roubar e destruir. Ele esta lutando contra voc√™ agora mesmo independente de seu credo religioso de sua condi√ß√£o intelectual ou financeira. Ele quer te matar, quer te roubar, quer te destruir. Ele engana ,manipula, ele quer sugar suas energias, raz√£o, f√©, paz, alegria, sa√ļde, etc. Na B√≠blia ele √© comparado com um DRAG√ÉO. O Drag√£o tem patas de le√£o, Asas de √°guia, Caldas de serpente. √Č a tr√≠ade da maldade. P√ČS DE LE√ÉO(For√ßa. Poder) "ASAS DE √ĀGUIA(Agilidade, Rapidez) "CALDA DE SERPENTE(Sagacidade, Esperteza para enganar). O Diabo utiliza de t√°ticas e estrat√©gias para nos vencer. Muitas vezes o que ele faz √© aproximar de voc√™ para te vencer. (ver Sans√£o) Ele usa de estrat√©gias perversas. Cuidado com as alian√ßas que voc√™ faz. E com quem voc√™ est√° fazendo alian√ßas. Ele se transfigura em anjo de luz IICo.11:14, mas n√£o √© da luz. √Č uma estrat√©gia para chegar perto de n√≥s. Para fazer alian√ßa conosco, mais o objetivo √© nos derrotar, nos vencer. Com quem voc√™ est√° fazendo alian√ßa? Cuidado! Pode parecer uma coisa muito boa, mas pode ser sua derrota cuidado. A B√≠blia diz: Que comunh√£o tem a luz com as trevas? que sociedade pode haver entre a justi√ßa e a iniquidade?, que harmonia entre Cristo e o maligno? ou que uni√£o do crente com o incr√©dulo? n√£o se prenda a um julgo desigual II. Co.6:14,15. Irm√£o, irm√£ com quem voc√™ est√° fazendo alian√ßa, com quem voc√™ esta fazendo sociedade. Com quem voc√™ esta se ajuntando. Pode ser uma estrat√©gia do Diabo para derrotar Voc√™. Cuidado porque muitas vezes esta sendo armado uma alian√ßa, mas n√£o √© para voc√™ ser vitorioso mais √© para destruir sua vida. O Diabo quer debilitar sua vida, minar suas energias. O objetivo dele √© que voc√™ n√£o tenha vontade de ir a casa de Deus, que voc√™ n√£o tenha vontade de orar, de ler a B√≠blia, que voc√™ n√£o tenha uma intima comunh√£o com Deus, de que voc√™ n√£o tenha vontade de praticar a palavra de Deus. Ele quer desgastar voc√™ encher sua vida de tarefas e compromissos e coisas, quer te assoberbar, manter voc√™ cansado para n√£o poder ir a igreja. Desanimar voc√™ para voc√™ n√£o louvar e adorar a Deus. Ele quer gastar suas energias para que voc√™ perca seu equil√≠brio emocional e o equil√≠brio da raz√£o. Ele quer fazer exatamente isto importunar voc√™, para voc√™ ficar perturbado na sua vida, sem paz, sem alegria. Gal.5:22. O diabo nosso advers√°rio quer frustrar seus planos, impedir seu ideal a concretiza√ß√£o dos seus sonhos. O diabo n√£o quer que seus sonhos se realize, ele n√£o quer que seu projeto chegue ao final. Ele joga pesado √© uma guerra. Ele quer te neutralizar, ele n√£o quer que voc√™ chegue no lugar que Deus tem sonhado para voc√™. Ele n√£o quer ver a vitoria de Deus na sua vida, ele n√£o quer ver seu sonho realizado. A sua obra, e o seu real desejo √© te derrotar, √© o de possuir sua alma e leva-la ao inferno que √© o seu fim. Ap.20:10. As evid√™ncias ent√£o em todos os lados, a viol√™ncia, o crime, os v√≠cios, as drogas, a infidelidade e a fragmenta√ß√£o das fam√≠lias, os pais contra filhos e filhos contra pais. Os milh√Ķes de filhos ileg√≠timos,(fora do casamento crian√ßas sem pais, sem um lar, jogados nas ruas, nas drogas, na marginalidade a merc√™ da sorte). Por esta raz√£o cremos na opera√ß√£o do diabo. As estat√≠sticas revelam as condi√ß√Ķes religiosa do nosso pa√≠s. Onde milh√Ķes de pessoas tem como religi√£o o baixo espiritismo, a ma√ßonaria, o esoterismo, a magia negra, os seguidores da umbanda, quimbanda ou candombl√©, onde milh√Ķes de reais s√£o gastos em oferendas, sacrif√≠cios, obriga√ß√Ķes e cerim√īnias com a finalidade de apaziguar o exu, isto √© o mal espirito como eles chamam. Mas n√≥s sabemos que √© culto aos dem√īnios. E que √© ao pr√≥prio diabo que eles fazem tais oferendas. √Č evidente que este povo acredita muito no poder do diabo e cr√™ que ser√° feliz que conseguir√° e alcan√ßar√° seus desejos, caso consiga agradar os exus. Ainda na estat√≠stica afirmam que milh√Ķes de religiosos praticantes ou que se dizem religiosos, s√£o os grandes patrocinadores do espiritismo de suas festas e cerim√īnias, onde fazem ora√ß√Ķes e peti√ß√Ķes aos mortos, e n√£o conhecem ao Deus vivo ou a sua palavra a B√≠blia. √Č poss√≠vel verificar que h√° no Brasil mais pessoas cultuando ao diabo do que adorando a Deus. - I Pe.5:8 "." Sede s√≥brios; vigiai; porque o diabo vosso advers√°rio, anda em derredor, rugindo como le√£o, buscando a quem possa tragar" Temos um inimigo, seu advers√°rio, inimigo e advers√°rio de Deus desde o principio. Ele √© o pai da mentira. No instante em que algu√©m cr√™ em Jesus Cristo de todo o cora√ß√£o, ele √© liberto das garras deste inimigo, satan√°s e passa a pertencer √† Igreja de Deus. Mas, al√©m da liberdade que a salva√ß√£o lhe proporciona, tem o novo crente a responsabilidade de lutar para que n√£o volte √† vida anterior. Satan√°s tudo far√° para apanh√°-lo de volta, mas se ele combater o bom combate com as armas do Espirito, vencer√° esta √© a promessa, esta √© a vit√≥ria que vence o mundo a nossa F√©. 1Jo.5:4. Vamos conhecer nosso inimigo e como combate-lo em o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo. Am√©m. O diabo √© conhecido como satan√°s, enganador, tentador, acusador, g√™nio do mal, espirito das trevas, dem√īnio, sat√£, belzebu, L√ļcifer, anjo do mal, anjo deca√≠do, assassino, ladr√£o, destruidor, grande difamador, pr√≠ncipe das trevas, pr√≠ncipe dos dem√īnios, hostes espiritual da maldade, deus deste mundo. N√£o planeta. Porque o planeta terra, como todos os planetas foi Deus que os criou. Is.45:12,18. SL.19:1.Sl.96:5,6.SL.97:6. Rm.1:20.(s√©culo, sistema do mundo). Os dem√īnios s√£o criaturas muito inteligentes. S√£o esp√≠ritos e n√£o possuem, normalmente, corpos f√≠sicos. Embora, possam, por um determinado tempo manifestar-se com corpos f√≠sicos que podemos ver e sentir, Eles eram anjos a servi√ßo de Deus, e satan√°s, o l√≠der deles era um arcanjo. Ele √© uma das mais poderosas e inteligente criatura, criadas por Deus. A intelig√™ncia humana n√£o se compara em nada √† dele. Desde a eternidade, ele escolheu rebelar-se contra o criador e tentou exaltar a si mesmo acima de Deus. Um grande n√ļmero de anjo seguiam-no preferindo servi-lo do que a Deus . Estes anjos, com freq√ľ√™ncia, s√£o chamados de "anjos ca√≠dos" e s√£o v√°rios dem√īnios. S√£o todos mentirosos e malignos. Recebem diferentes nomes em varias partes do mundo. Possuem uma hierarquia de for√ßas e habilidades e s√≥ podem ser derrotados com o poder de nosso Senhor Jesus Cristo. Mesmo estando em uma not√°vel posi√ß√£o de autoridade Jesus Cristo sobre eles, devemos fazer uso dela respeitosamente. √Č t√£o extenso o n√ļmero e a variedade de dem√īnios, que n√£o poder√≠amos nomear a todos. E tamb√©m um mesmo dem√īnio ter√° diferentes nomes dependendo da √°rea geogr√°fica em que estiver. O reino de satan√°s √© altamente organizado e muito eficiente. A B√≠blia se refere aos mais poderosos, como pr√≠ncipes e governadores sobre v√°rias √°reas do mundo. Eles conhecem bem a B√≠blia. √Č por isso que devemos conhece-la no todo. S√£o " experts" em torcer as escrituras para dar outro significado ao que Deus disse, Veja a serpente tratando com Eva. Gn.3:1-6. Se n√£o soubermos a B√≠blia seremos presas f√°ceis para eles. √Č nomeado a luz da Palavra como Diabo, que traduzido e caluniador- J√≥.1:9-11 e Acusador-Ap.12:10. Ele √© o espirito supremo do mal e da injusti√ßa. Chamado tamb√©m: Abadon e apolion que √© destruidor-Ap.9:11 Belzebu-Mt.12:24 " Belial maligno-2Co.6:15 "Sat√°nas-Lc.10:18 "Ap.20:2. O deus deste s√©culo " Jo.14:30,2Co.4:4. Obs: sistema, n√£o o planeta. (sistema, costumes, modismo). O enganador - Gn.3:4 " 2Co.11:3,13,14,15. "2Tm.2:26. A fonte de todo mal " Mt.13:38,39. "1Jo.3:8,10. Homicida desde o principio " Jo.8:44. "1Jo.3:12. O maioral dos dem√īnios " Mt.12:24. O pr√≠ncipe da potestade do ar " Ef.2:2. Pai da mentira " Jo.8:44. Sagaz e astuto " Gn.3:1. "2Co.2:11. "2Co.11:3. Sedutor de todo o mundo " Ap.12:9. Tentador " Gn.3:1. " J√≥.2:7. " Mc.1:13. "Jo.13:2. "At.5:3. "1Co.7:5. "Ef.6:11. "1Tm.3:6. " 1Jo.3:8. "Ap.20:10. OBRAS DO DIABO Autor da apostasia "2Ts.2:9. " 1Tm.4:1. Impede o crescimento do evangelho "Mc.4:15. " Jo.13:2. " At.5:2,3. "1Co.7:5. "2Co.12:7. " 1Ts.2:18. " 2Tm.2:26. " Ap.20:7. Muda as Escrituras para o mal " Mt.4:6. " Lc.4:10,11. Opera sinais e prod√≠gios de mentira "Mt.24:24. " 2Ts.2:9. "Ap.16:14. " Ap.19:20. Transforma-se em anjos de luz "2Co.11:14. EFERMIDADES E EFEITOS CAUSADOS POR DEM√ĒNIOS Surdez "Lc.11:14. O homem de um espirito imundo " Mc.1:23-26. Epilepsia "Mc.9:17,18,20. Nudez e insanidade " Lc.8:27. Possess√£o demon√≠aca " Mt.15:22. A mulher possessa a dezoito anos " Lc.13:11-13. O INIMIGO A INFRENTAR SL.91. O diabo vosso advers√°rio Ipe.5:8. N√£o h√° d√ļvida que o diabo existe e que ele √© de fato seu advers√°rio. A palavra DIABOLOS; do Grego quer dizer ADVERS√ĀRIO, CALUNIADOR, MALDIZENTE. Vamos conhecer algumas coisas a seu respeito dele para n√£o cairmos nas suas astutas ciladas. O diabo n√£o tem os atributos ou as qualidades de Deus. Ele n√£o √© ONISCIENTE, n√£o √© ONIPOTENTE, n√£o √© ONIPRESENTE, somente Deus √© assim. Somente Deus o nosso Deus tem estes atributos Ele √© ONISCIENTE, porque conhece todas as coisas.Gn.18:18,19 ;2Rs.8:10,13 ;1Cr.28:9 ;Sl.94:9 ;139:1-16 ;147:4,5 ;Pv.15:3 ; Is.29:15,16 ;40:28 ;Am.4:133 ;Lc.16:15 ;At.15:8,18 ;Rm.8:27,29 ;1Co.3:20 ;2Tm.2:9 ;Hb.4:13 ;1Pe.1:2 ;1Jo.3:20. O conhecimento de Deus √© perfeito, ele n√£o precisa arrazoar, ou pesquisar as coisas, nem aprender gradualmente " Seu conhecimento do passado, do presente e do futuro √© instant√Ęneo. Ele √© ONIPOTENTE,Gn.1:1 ;17:1 ;18:14 ;√äx.15:7 ;Deut,3:24;J√≥.40:2;Is.40:12-15;Jer.32:17;Ez.10:5;Dn.3:17;Am.4:13 ;5:8;Zac.12:1;Mat.19:26;Ap.15:3;19:6. A onipot√™ncia de Deus significa duas coisas: (1)Sua liberdade e poder para fazer tudo que esteja em harmonia com a sua natureza.``Pois para Deus nada ser√° imposs√≠vel .``Isto n√£o significa que Ele possa ou queira fazer alguma coisa contr√°ria √† sua pr√≥pria natureza " por exemplo, mentir ou roubar: ou que faria alguma coisa absurda ou contradit√≥ria a Si mesmo, tal como fazer um circulo triangular, ou fazer √°gua seca. (2)Seu controle e sabedoria sobre tudo que existe ou pode existir. Mas sendo assim, por que se pratica o mal neste mundo? √Č porque Deus dotou o homem de livre arb√≠trio, o qual arb√≠trio Deus n√£o violar√°; Ele, portanto, permite os atos maus, mas com um s√°bio prop√≥sito de, finalmente, dominar todo mal. Somente Deus √© todo poderoso e ate mesmo satan√°s nada pode fazer sem a sua permiss√£o. Vide J√≥ caps.1 e 2. Ele √© ONIPRESENTE, isto √©, o espa√ßo material n√£o O limita em ponto algum.Gn.28:15,16;Deut.4:39;Js.2:11;Sl.139:7-10;Pv.15:3,11;Is.66:1;Jr.23:24;Am.9:2-4,6;At.7:48,49;Ef.1:23. Embora Deus ESTEJA em todo o lugar, Ele n√£o HABITA em todo o lugar. Somente ao entrar em RELA√á√ÉO PESSOAL com um grupo ou com um indiv√≠duo se diz que HABITA com eles. Gloria a Deus o nosso Deus habita conosco. EMANUEL, O SENHOR JESUS CRISTO √Č UM DEUS CONOSCO. Aleluia, gloria a Deus. Satan√°s o pr√≠ncipe deste mundo, luta desesperadamente contra a igreja os filhos e filhas de Deus, por saber que seu tempo est√° contado, j√° √© chegado seu fim. Satan√°s n√£o esta preocupado com este evangelho que s√≥ oferece vantagens terrenas e materiais. Ele esta de acordo com esse evangelho. Ele vai aumentar estas for√ßas. Mas ele n√£o esta de acordo com o Evangelho do sacerd√≥cio eterno do Cristo em gloria, glorificado na Igreja. Porque veja s√≥ que frustra√ß√£o de satan√°s, que depress√£o satan√°s est√° sofrendo quando ele v√™ algu√©m revelando sua condi√ß√£o, mostrando Ap. capitulo 20. Onde satan√°s e preso e acorrentado por mil anos. Olha satan√°s, voc√™ est√° me escutando voc√™ vai ser amarrado por mil anos, numa cadeia de circunst√Ęncias. Voc√™ n√£o vai encontrar uma mulher para provocar um adult√©rio. Para provocar a queda como voc√™ usou l√° no √Čden. Voc√™ n√£o vai encontrar um homem para recepcionar esta sedu√ß√£o, para cair nesta sedu√ß√£o. Nem para roubar, matar, seq√ľestrar , estuprar, fazer uso de drogas, cigarros e bebidas alco√≥licas. Por mil anos esses dem√īnios que n√£o param de trabalhar dia e noite para levar pessoas, imagem e semelhan√ßa de Deus, a cometerem cousas terr√≠veis e malignas, atos libidinosos e prevarica√ß√Ķes para leva-las ao inferno. Ser√£o amarrados, mas o diabo, ele mesmo n√£o quer ir para l√°. Mas ele vai ser amarrado por mil anos numa cadeia de circunst√Ęncia por mil anos. ``Lan√ßou-o no abismo, fechou-o, e p√≥s selo sobre ele, para que n√£o mais enganasse as na√ß√Ķes.``Ap.20:2-3. ``N√£o se far√° mal nem dano algum em todo o meu santo monte, porque a terra se encher√° do conhecimento do SENHOR, como as √°guas cobrem o mar.``Is.11:9. E satan√°s sabe perfeitamente que Jesus est√° as portas e seu fim √© chegado, a estas alturas ele quer engodar a Igreja noiva, noiva do Senhor Jesus Cristo, para n√£o se desprender desta terra de todas estas coisas que Deus tem dado. Ele n√£o quer que a Igreja noiva suba. Ele sabe que quando a Igreja subir, ele vai dar seus √ļltimos saltos nesta terra, seus √ļltimos suspiros, mais √© s√≥ por 3 anos e meio. Ap.20:7-10. Nos tempos ante - diluviano a mensagem pregada por No√© era ENTRAR na Arca. Na destrui√ß√£o de Sodoma a mensagem a L√≥ e sua fam√≠lia foi SAIR, de Sodoma. Mas agora o Senhor Jesus j√° pagou o pre√ßo do resgate e a mensagem hoje √© SUBIR, arrebatamento aleluia. Estaremos para sempre com o verdadeiro dono e Senhor, o criador de todas as coisas o SENHOR JESUS CRISTO. Gloria a Deus.Col.1:13-23. VAMOS AO ARMAMENTO COMPLETO Ef.6:14-18. FORTALECEI-VOS (no v. 10) - "Tornar-se forte" - N√£o podemos entrar em uma batalha enfraquecidos. Este fortalecimento implica na busca de poder espiritual, que capacita o crente para enfrentar os inimigos. Com o objetivo de obtermos vit√≥rias, precisamos nos fortalecer no Senhor todos os dias. Mas, o que √© se fortalecer no Senhor? (ora√ß√£o, B√≠blia...) √Č estar Nele, ligado a Ele, extraindo Dele o alimento espiritual que nos fortalece. Afinal, n√£o √© um fortalecimento f√≠sico, pois com nossas pr√≥prias for√ßas jamais suportar√≠amos uma luta espiritual. O poder e a for√ßa que faz do crist√£o um vencedor est√° em Deus. Paulo assim diz: "Posso todas as coisas naquele que me fortalece" "Revesti-vos de toda a armadura de Deus" (no v. 11) - Paulo tem em mente a imagem do soldado todo equipado para a batalha, e usa esta linguagem para falar do preparo espiritual do crente. Revestir-nos d√° a id√©ia de "vestir sobre outra vestimenta". O crente precisa estar devidamente equipado para a luta, revestir-se com todas as pe√ßas indispens√°veis da armadura espiritual. Uma armadura incompleta torna o crente vulner√°vel ao ataque sat√Ęnico. Voc√™ j√° ouviu falar de Aquiles, que se protegeu todo para a batalha e se esqueceu do tend√£o, ou o calcanhar onde foi ferido? N√≥s precisamos fechar todas as brechas para que o inimigo n√£o encontre lugar onde possa nos ferir. Na nossa caminhada o inimigo vai colocando ciladas astutas. Ele n√£o avisa e nem diz onde est√°, por isso n√≥s precisamos estar bem preparados. Nossa luta n√£o √© carnal ou material (no v. 12), e sim contra o diabo e todo seu ex√©rcito de anjos ca√≠dos, que organizados hierarquicamente dominam todo este mundo tenebroso, que jaz no maligno. Meus amados, o crist√£o verdadeiro est√° al√©m deste mundo, por isso ele precisa ter vis√£o espiritual. Paulo nos diz que "estamos assentados nos lugares celestiais com Cristo" (2.6), mas tamb√©m diz: "a nossa luta acontece nos lugares celestiais". O diabo procura nos fazer descer para o plano carnal e material, onde teria dom√≠nio sobre n√≥s. Jesus diz: "Voc√™s est√£o no mundo, mas n√£o s√£o do mundo". Existem 4 classes especificas de inimigos que temos de combater Ef.6:12. Os principados do grego archas ,a mais alta classe de dem√īnios, altas autoridades no reino de satan√°s,Ef.1:21.Cl.2:10. As potestades, do grego exousias, autoridades terr√≠veis, cujo poder se deriva diretamente dos principados. Os pr√≠ncipes das trevas deste s√©culo, do grego Kosmokratopas, esp√≠ritos regentes das trevas espirituais que contaminam e assolam o mundo. Dn.10:12,13. As hostes espirituais da maldade, do grego Pnematikaponerias, anjos (dem√īnios)perigosos e inumer√°veis que promovem a expans√£o do pecado no mundo. Ef.1:21; Ef.1:16 "18. A for√ßa de satan√°s √© a for√ßa das trevas, √© negativa e limitada. Enquanto o poder de Deus √© eterno para sempre, √© o poder da luz gloria a Deus aleluia. Para uma guerra espiritual, armas espirituais. A armadura de Deus √© uma provis√£o especial do c√©u para o combate da igreja na terra. A palavra armadura vem do grego Panoplia e significa ARMAMENTO COMPLETO, podemos assim resistir as investidas do inimigo.Ef.6:13. Lemos aqui tr√™s coisas importantes: a)Resistir no dia mau b)Fazer tudo que Deus nos ordenou c)ficar firmes, permanecer inabal√°veis Para nos revestirmos de toda a armadura de Deus, e n√£o de parte dela, faz-se necess√°rio conhec√™-la. O vers√≠culo 13 nos apresenta o prop√≥sito pelo qual devemos nos revestir da "Armadura de Deus". Qual seria? "Resistir no dia mau, vencer tudo e ficar firme". O dia mau, refere-se ao dia de maior tenta√ß√£o de negar ao Senhor nos afligir√°. Quais os principais elementos da Armadura de Deus? V.14 - "Cingir os lombos com a verdade" - O soldado romano usava at√© 3 cintos para prender a coura√ßa, a espada e o restante da roupa. Nestes cintos haviam pedras semipreciosas cravadas, e os soldados os usavam com muito orgulho. O CINTO DA VERDADE = O uso do cinto, esta palavra vem do grego Zoma. os guerreiros tempos antigos cingia-se de uma cinta de couro que tinha a finalidade dupla de sustentar a coura√ßa e tamb√©m a espada. Era usada tamb√©m pelos orientais, que comumente usavam vestiduras longas e soltas. Era um s√≠mbolo de for√ßa e atividade I Sm.2:4 "Is.45:5 "Jr.13:11.Ter ``os lombos cingidos`` era estar preparado para algum servi√ßo. II Rs.4:29; At.12:8 "I Pe.1:13.Na luta espiritual, a verdade faz parte da armadura de Deus, e ela d√° um apoio maravilhoso na luta contra o mal. O crente tem de sempre ser um homem de verdade Ex.18:21.Ele foi salvo por Jesus que √© a verdade Jo.14:6,foi gerado pela palavra da verdade Tg.1:18, e foi purificado na obedi√™ncia √† verdade 1Pe.1:22. Por isto o crente deve ser dominado pela verdade nas suas inten√ß√Ķes, como nas suas palavras e a√ß√Ķes Ef.4:25. Pois ele faz parte da igreja que √© a coluna da verdade 1Tm.3:15,Onde reina a verdade ali o Espirito da verdade tem plataforma para ajudar. A B√≠blia mostra que a verdade e o poder de Deus s√£o interligados, pois diz: Na palavra da verdade, no poder de Deus. 2Co.6:7.O CINTUR√ÉO DA VERDADE deve fazer parte da nossa vida, deve ser motivo de orgulho o andarmos na verdade, sem mentiras ou pontos obscuros. Outra pe√ßa √© a COURA√áA DA JUSTI√áA - A COURA√áA DA JUSTI√áA = O uso da coura√ßa no grego Thoraz tinha duas partes principais: uma, a que cobria o peito, a outra, a que cobria as costas do soldado. Em forma de saco ou t√ļnica, era a arma protetora para o cora√ß√£o, mencionada nos mais antigos livros, que tornava o soldado de certa forma invulner√°vel na √°rea do cora√ß√£o,Jo.41:26 "Ne.4:16. Cristo √© nossa justi√ßa, vestido de humildade, fez quest√£o de ser batizado, para ``cumprir toda a justi√ßa``Mt.3:15. Um dos nomes prof√©ticos do Senhor √© JEOV√Ā TSIDEKENU,O Senhor Justi√ßa nossa Jr.23:6; 33:16. Jesus Cristo se tornou da parte de Deus sabedoria e justi√ßa.! Co.1:30. A coura√ßa era feita de fivelas ou an√©is de metal. Esta prote√ß√£o na armadura serve como s√≠mbolo da prote√ß√£o que a justi√ßa de Cristo d√° ao crente. Justificado gratuitamente. Rm.3:24. A vida do crente √© dominada pela justi√ßa e ele agrada a Deus. A finalidade da coura√ßa era prote√ß√£o para o peito. A justi√ßa deve permear a vida e os atos dos soldados de Cristo. √Č ter uma consci√™ncia pura, por estar agindo de maneira certa. A coura√ßa nos protege das setas mortais do inimigo. √Č interessante estarem juntas estas duas palavras "verdade e justi√ßa". At.10:34,35.O Espirito Santo tem liberdade para proporcionar-lhe prote√ß√£o contra os ataques de satan√°s, venha ele pela frente ou por tr√°s seja atrav√©s de problemas passados ou do presente e do futuro. V.15 - CAL√áADOS OS P√ČS = O uso dos sapatos. A palavra no grego usada √© Knemides e significa botas de bronze, ou perneiras. Na armadura o cal√ßado era de metal, e cobria desde o p√© at√© o joelho(chamava-se greva). Estes cal√ßados de metal davam prote√ß√£o contra pedras agudas e contra serpentes Sl,91.12,13.O Espirito Santo usa o cal√ßado da armadura como um s√≠mbolo da prepara√ß√£o que a salva√ß√£o proporciona ao crente, pois ele √© salvo para servir !Ts.1:9;Rm.6:18.Esta prepara√ß√£o √© aperfei√ßoada pela santifica√ß√£o 2Tm.2:21,pela palavra de Deus 2Tm.3:16,17, e pelo Espirito Santo. Quando o crente estiver cal√ßado desta maneira, isto √©, com ``ferro`` ele pode enfrentar o que vier, porque ``sua for√ßa ser√° como o seu dia``Dt.33:25. Jesus disse: ``Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpi√Ķes, e toda a for√ßa do inimigo e nada vos far√° dano algum``Lc.10:19. "Cal√ßai os p√©s..." Os soldados usavam alguns tipos de cal√ßados diferentes para os p√©s, que eram important√≠ssimos para os soldados. Os sapatos tinham cravos nas solas, que n√£o permitiam os soldados deslizarem, dando-lhes seguran√ßa. N√≥s precisamos ter seguran√ßa na mensagem que pregamos. um outro termo √© PREPARA√á√ÉO, que significa prontid√£o, firmeza, confian√ßa no que cremos. Os nossos inimigos tentam tirar os nossos cal√ßados para que n√≥s deslizemos, caiamos e nos desviemos da verdade que √© Cristo. Evangelho da paz. A mensagem de Cristo √© uma nova de paz. Quando Jesus chegou a este mundo, encontrou trevas, √≥dio e guerra. Este √© o espirito que tem dominado os homens desde o principio, sob a orienta√ß√£o do inimigo, nosso advers√°rio. Quando Jesus nasceu em Bel√©m, os anjos cantaram o hino da paz. A paz do Evangelho reconciliou gregos e b√°rbaro, judeus e gentios, c√©us e terra, Rm.1:14;1Co.7:15;Hb.12:14;Tg.3:18. Saudemos, portanto, O Cristo nascido em Bel√©m, como a √ļnica e √ļltima esperan√ßa de paz para o mundo afogado em guerras ,fome, √≥dio e mortes. De Bel√©m veio a noticia, do c√©u veio a ben√ß√£o, de Cristo vem a paz, Paz, doce paz. V. 16 - O ESCUDO DA F√Č = O uso do Escudo. o escudo romano no grego Thureos , - Uma outra pe√ßa da armadura. O escudo era uma arma defensiva, e de estrutura met√°lica. Freq√ľentemente eram socadas v√°rias camadas de couro no escudo e, antes da batalha, ele era encharcado com √°gua, para poder apagar os dardos (flechas) incendi√°rias do inimigo.era t√£o grande que um soldado podia esconder-se atr√°s dele. Protegia o corpo das lan√ßas, dos choques e das setas ou flexas. Temos ai o significado espiritual de nossa f√©. Com tantas mentiras sat√Ęnicas e heresias que surgem, precisamos do escudo da f√©, pois a nossa confian√ßa destr√≥i as investidas do maligno. A B√≠blia diz que sem f√© √© imposs√≠vel agradar a Deus,Hb.11:6. A f√© √© um Dom de Deus Rm.12:3;Ef.2:8;Fp.1:29,√© algo precioso e sant√≠ssimo,2Pe.1:1;Jd.20, √© o elemento produtor de edifica√ß√£o,1Tm.1:4,ado√ß√£o,Gl.3:26.preserva√ß√£o, 1Pe.1:5 e santifica√ß√£o,At.15:9;26:18. A f√© vence o mundo1Jo.5:4 e √© evid√™ncia incontest√°vel do novo nascimento, 1Jo.5:1. Quando o filho do homem voltar, procurar√° f√© nos cora√ß√Ķes, Lc.18:8. V. 17 O CAPACETE DA SALVA√á√ÉO = O uso do capacete, √© a pe√ßa que protege a cabe√ßa. O capacete era uma prote√ß√£o met√°lica para a cabe√ßa. A salva√ß√£o √© a seguran√ßa m√°xima do crente. Algu√©m j√° disse que "mente vazia √© oficina do diabo". Precisamos ocupar a nossa mente com coisas espirituais que edificam. O Espirito Santo usa esta figura para mostrar a prote√ß√£o que temos na esperan√ßa da salva√ß√£o de Deus. No grego est√° palavra √© Perikephalaia. Obviamente o capacete era para ser usado na cabe√ßa, que √© a parte mais vulner√°vel do corpo. Na cabe√ßa est√£o os √≥rg√£os vitais do corpo e toda a autoridade que o corpo possui, ele √© para proteger a cabe√ßa. Na cabe√ßa est√£o situadas as tr√™s faculdades da personalidade humana que ir√£o desta para a vida de al√©m-t√ļmulo: a raz√£o, a mem√≥ria e a consci√™ncia. Se tais faculdades n√£o estiverem cobertas com o capacete da salva√ß√£o, o diabo lan√ßar√° seus dardos e as profanar√°, afastando totalmente o homem de Deus. A salva√ß√£o √© o ref√ļgio para a mente contra os falsos ensinamentos, ou outro evangelho Gl.1:8.Contra doutrinas de dem√īnios. O capacete da salva√ß√£o protege o crente contra os ataques de satan√°s √†s portas de entradas para nossa cabe√ßa: Pensamentos, olhos, ouvidos. Por falta deste capacete muitos crentes foram derrotados. A B√≠blia fala de Davi, 2Sm.11:2. Js.7:21 e de Eva, Gn.3:6, que foram derrotados quando a porta de seus olhos n√£o estava protegida. Deus quer tamb√©m proteger a porta de nossos ouvidos para que n√£o entrem por ela palavras maliciosas e mentirosa. Porque quem conduz uma conversa √© quem ouve, n√£o ou√ßa nada de fofoca n√£o participe disto. N√£o fale de seu irm√£o ou irm√£. N√£o aceite ningu√©m alugar seus ouvidos contra quem quer que seja, n√£o participe disso.Pv.26:22. Ele pode ainda guardar a porta dos nossos pensamentos, Fp.4:7. V. 17 A ESPADA DO ESPIRITO QUE √Č A PALAVRA DE DEUS = A Espada √© uma arma branca, formada de uma l√Ęmina comprida e pontiaguda, de um ou dois gumes, No plano espiritual, a espada √© a palavra de Deus, a arma que destr√≥i as inten√ß√Ķes, as a√ß√Ķes e as investidas de satan√°s. Jesus usou essa espada quando foi tentado no deserto,Mt.4:1-11. A B√≠blia " a palavra de Deus " pode vencer satan√°s porque √© o livro de Deus. Ela √© o livro de Deus em muitos sentidos. Vem de Deus, √© inspirada por Deus, revela a Deus, apresenta a mensagem de Deus ,mostra o caminho de Deus, tem como centro o filho de Deus e oferece perd√£o de Deus. 2Tm.3:15;2Pe.1:21;Jo.3:16; Rm.1:2. Enquanto todas as outras partes da armadura eram defensivas, a espada era tanto defensiva como ofensiva. A palavra √© viva e eficaz... como espada de 2 gumes..." Por isso precisa ser pregada com autoridade. Nossa pr√≥pria palavra √© fr√°gil, mas a palavra de Deus √© poderosa. Corta em dois sentidos: convence e condena. A B√≠blia pode vencer satan√°s porque √© a palavra da verdade,Tg.1:18; porque √© pura, Sl.12:6;Sl.119:40; Pv.30:5; porque √© perfeita e preciosa, Sl.19:7,10. Cada Crente deve esfor√ßar-se por ler √° palavra, amar a palavra, pregar a palavra e viver a palavra, utilizando-a sempre como a preciosa espada que deixar√° a salvo das investidas do nosso inimigo. Hb.4:12.A principal raz√£o do sucesso t√£o maravilhoso da B√≠blia no mundo √© que ela √© a palavra de Deus. A B√≠blia √© o livro mais difundido em todo o mundo, sendo traduzido em atualmente mais de 1240 idiomas, pelo menos uma por√ß√£o das Escrituras. A nossa B√≠blia cont√©m 66 livros, escritos ao longo de 1600 anos(16 s√©culos),por cerca de 40 diferentes autores, nas mais diferentes condi√ß√Ķes e √©pocas. Ela √© formada de dois Testamentos: Antigo e Novo. O Antigo Testamento cont√©m 39 livros assim classificados: Lei, Hist√≥ricos, Po√©ticos e Prof√©ticos. O Novo Testamento cont√©m 27 Livros, classificados em Biografia da vida de Jesus, Hist√≥ria, Doutrina e Profecia. A B√≠blia toda cont√©m 1.189 cap√≠tulos, 929 no Antigo Testamento e 260 no Novo Testamento. A divis√£o da B√≠blia em cap√≠tulos foi feita em 1250 d.c., por Hugo de Sancto - Caro, abade dominicano e estudioso das Escrituras. Estes cap√≠tulos est√£o divididos em 31.173 vers√≠culos, sendo que 23.214 est√£o no Antigo Testamento e 7.959 no Novo Testamento. A Divis√£o do Antigo Testamento em vers√≠culos foi feita em 1445 pelo Rabi Mardoqueu Nat√£, e o Novo Testamento em 1551 por Robert Stevens. um impressor de Paris. Os 66 Livros da B√≠blia n√£o se acham agrupados pela ordem cronol√≥gica, e sim de acordo com assuntos a que pertencem. Segundo a tradi√ß√£o, J√≥ √© o Livro mais antigo da B√≠blia, tendo a sua autoria atribuida a Mois√©s. O maior cap√≠tulo da B√≠blia √© o Salmo 119, e o menor, o Salmo 117.O maior vers√≠culo: Ester 8:9; o menor: √äxodo 20:13. ``N√£o matar√°s``. H√° na B√≠blia 8 mil vezes a palavra ``SENHOR``, A B√≠blia foi o primeiro Livro a ser impresso no mundo, isto ocorreu em 1452, em Mainz, na Alemanha, por Guttemberg. A ORA√á√ÉO = Orando em todo o tempo com toda ora√ß√£o e s√ļplica. A ora√ß√£o sempre foi um segredo na vida crist√£ vencedora. Fp.4:6 ; At.1:14;2.1-3,42;Rm.12:12. Alguns dizem que a LAN√áA √© a ORA√á√ÉO, que nos garante a vit√≥ria √† dist√Ęncia, outros dizem que a ora√ß√£o √© a provis√£o para a batalha, o suprimento para o soldado, pois d√° a id√©ia de algo permanente em toda a batalha. Uma coisa √© certa: precisamos orar em todo o tempo. A ora√ß√£o pode parecer muito simples mas tem efeitos poderosos. Ela √© sempre um ato de adora√ß√£o ou de s√ļplicas dirigido a Deus. Todos podem e devem orar, pois este √© um privil√©gio dado a todos ,independente de lugar ou de postura, de sexo ou idade. A ora√ß√£o representa as nossas m√£os estendidas para receber de Deus, as suas b√™n√ß√£os .Mt.7:8. A Salva√ß√£o At.2:21. O batismo com Espirito Santo At.1:4;Lc.11:13. Os dons Espirituais 1Co.12:31;14:13,39. A cura divina Tg.5:14,15. A capacidade de Evangelizar Cl.4:2,3. A Sabedoria Tg.1:5,6. O Espirito Santo Ajuda na ora√ß√£o Rm.8:26. A Igreja perseverava em ora√ß√£o At.2:42. Nada podia impedir a ora√ß√£o At.6:2-4. Os ap√≥stolos oravam pelos novos crentes At.8:14-18/19:1-6. Pedro estava na pris√£o a igreja orou e Deus mandou um anjo para liberta-los At.12:4,5,7,17. A ora√ß√£o enriquece a comunh√£o com Deus 2Co.12:8-10.A ora√ß√£o traz socorro e livramento no dia da angustia Sl.50:15. Que n√≥s sejamos verdadeiros soldados de Cristo, preparados para combater as batalhas espirituais que enfrentamos todos os dias. Em Cristo voc√™ ser√° mais que vencedor. RUGINDO COMO UM LE√ÉO A nossa luta n√£o √© contra carne nem sangue.O Inimigo n√£o √© mortal. Nosso advers√°rio n√£o √© perec√≠vel, nem fraco. Todos estamos travando pesada batalha que se situa no campo espiritual, sobretudo na √°rea da mente territ√≥rio muito almejado pelo inimigo. Ele luta desesperadamente porque sabe que seu fim esta pr√≥ximo. E o que ele sabe fazer √© mentir e enganar, ele n√£o √© o Le√£o meus irm√£os o que ele sabe fazer √© imitar o rugido do Le√£o. Jesus Cristo √© que √© o Le√£o ,Le√£o da tribo de Jud√° aleluia. O diabo sempre cometeu enganos e erros terr√≠veis, querer ser maior que Deus seu criador. Mas o maior erro dele foi a crucifica√ß√£o de Jesus Cristo. Se pudesse ver a obra de Cristo na cruz, as conseq√ľ√™ncias desta grande vit√≥ria, ele jamais teria desejado crucificar o Rei da gloria,nosso salvador Jesus Cristo, Foi o ato mais insensato de toda sua carreira, aquela conspira√ß√£o entre o disc√≠pulo traidor os sacerdotes religiosos e os Romanos(o disc√≠pulo sem a revela√ß√£o, a Religi√£o e a Pol√≠tica). Certamente o diabo n√£o tinha a menor id√©ia dos resultados da morte de Jesus Cristo na cruz do calv√°rio. Na sua ignor√Ęncia ele pensou que estava ganhando a batalha contra aquele que se recusou a prostrar-se, perante ele e a adora-lo. Ele (Jesus)carregou a cruz, ele sofreu com a cruz, ele foi pregado na cruz, ele morreu na cruz. Mas Ele n√£o ficou na cruz, ele desceu no mais profundo do inferno(sepultura), pregou para os esp√≠ritos em cadeia, pregou para satan√°s e seus dem√īnios e disse: Olha aqui satan√°s √© me dado todo poder nos c√©us e na terra, minha vida ningu√©m ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a toma-la, e quem cr√™ em mim ainda que esteja morto tornar√° a Ter vida. Jo.10:17,18.Gloria a Deus, gloria a Deus. Vit√≥ria, Vit√≥ria, Vit√≥ria. O poder do nosso advers√°rio se limita a inspirar medo e confus√£o, a imitar o le√£o, ele √© o imitador. O rugido do Le√£o na selva assusta, apavora, cria p√Ęnico, estremece o solo, e cria maior alvoro√ßo e os animais que est√£o escondidos e seguros, apavorados saem dos seus abrigos e acabam caindo nas garras do le√£o. N√£o tenhamos medo estamos escondidos em Cristo, fiquemos ai seguros em Cristo. Nos vivemos no territ√≥rio de satan√°s este sistema mundano, vil e cheio de obras das trevas e que jaz no maligno. A grande maioria da humanidade esta oprimida pelo ladr√£o de almas o diabo, ele √© o deus deste s√©culo, por isto todo o mundo anda fazendo a sua vontade. O diabo tem dominado os homens e mulheres que n√£o tem aceitado a Jesus Cristo como seu senhor e suficiente salvador, o diabo tem ditado suas modas, seus v√≠cios e maus h√°bitos, costumes e at√© mesmos suas religi√Ķes, est√£o servido a satan√°s. Por√©m o fato glorioso √© que milh√Ķes de pessoas tem se rendido ao Senhor Jesus Cristo, aceitando-o como senhor e salvador e n√£o est√£o vivendo mais debaixo da sistema deste mundo, nem do julgo de satan√°s. Pois Jesus j√° nos libertou do imp√©rio das trevas. Estamos no mundo mas n√£o somos do mundo. Jo.15:16,19. Cl.1:3. Viver no reino de Deus √© ouvir o rugido do pretenso Le√£o, o diabo e n√£o ser dominado pelo medo e pela confus√£o. Somos do reino da luz e neste reino, o nosso Rei e quem domina com autoridade e poder o seu reino √© um reino de amor e mediante a sua presen√ßa, todos joelhos se dobrar√£o e toda a l√≠ngua o confessar√°. Aleluia! A Salva√ß√£o, e a Gloria e o poder s√£o do nosso Deus o todo poderoso. Alegremo-nos, exultemos, e damo-lhe a Gloria pois, ELE √Č O REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES.



sexta-feira, 18 de setembro de 2015


Jesus nos chamou para fazer miss√£o.  Am√©m 
você será abençoado, em todas as áreas de sua vida. Amém
abra seu coração, para DOAÇÃO!


terça-feira, 15 de setembro de 2015

Venha ele te esperá. Amém

SALVA√á√ÉO SOMENTE ATRAV√ČS DE JESUS CRISTO

"Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em Mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em Mim, nunca morrerá. Crês tu isto?" (João 11:25-26)
O homem natural tem prazer em tudo que o mundo lhe oferece. Em seu coração ele sabe que há dois caminhos que ele pode escolher seguir. Este caminhos são:
1- Um caminho largo que lhe oferece prazeres e tudo que o seu coração pecador almeja mas que Deus abomina.
Mateus 7:13, no entanto, diz o seguinte: "... porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela."
√Č triste vermos milhares de pessoas caminhando por este caminho de perdi√ß√£o, sem Cristo, achando que ningu√©m √© capaz de saber como se salvar, s√≥ Deus. Realmente, Deus sabe e deixou escrito em 1 Jo√£o 5:13 palavras que nos asseguram que teremos vida eterna no c√©u. Elas dizem: "Estas coisas vos escrevi a v√≥s, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus."
Então, é responsabilidade nossa, que somos crentes no Senhor Jesus Cristo, falarmos dEle aos perdidos. Que possamos ter um peso pelas almas daqueles que estão sem Cristo!
2- Um caminho estreito que o conduz à vida eterna.
Mateus 7:14 diz claramente: "E porque estreita √© a porta, e apertado o caminho que leva √† vida, e poucos h√° que a encontrem." O caminho que nos leva ao c√©u por toda uma eternidade √© estreito mas n√£o √© tortuoso, nem cheio de pedregulhos, nem t√£o dif√≠cil. Dif√≠cil foi para Jesus, o Deus que desceu da Sua gl√≥ria para lan√ßar sobre Si os pecados de toda a humanidade, derramar o Seu pr√≥prio sangue para ter-nos junto a Ele eternamente. Isto √© o amor que n√£o entendemos, nem sabemos explicar. √Č o amor que devemos seguir e ter dentro de n√≥s a fim de que o mundo queira ter em sua vida o mesmo Deus que n√≥s temos.
Dentre tantas pessoas que decidiram seguir pelo caminho estreito, vamos conhecer uma jovem judia que era segundo o coração de Deus. Seu nome era Maria. Ela, apesar de ser muito jovem, pobre, foi agraciada com a visita de um anjo enviado por Deus. Por duas vezes, o anjo Gabriel falou a Maria dizendo o quanto ela achou graça diante de Deus:
1) No versículo 28 de Lucas 1, ele disse: "... Salve agraciada ; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres" (grifo meu).
2) No versículo 30 de Lucas 1, ele disse: "... Maria não temas, porque achaste graça diante de Deus" (grifo meu).
Maria conhecia a Palavra de Deus e ela sabia que "Sem fé é impossível agradar-Lhe ..." (Hebreus 11:6). Ela, apesar de tão jovem, tinha uma fé no Deus que a criou e que ela carregava em seu coração amando-O e obedecendo-O.
Ela foi escolhida para ser a mãe de Jesus porque Deus conhecia o seu coração e sabia que ela O amava, obedecia e confiava nEle. Deus a escolheu apesar dela ser uma pecadora que necessitava ser salva através do sangue do verdadeiro Cordeiro de Deus, Jesus Cristo.
Ela mesma sabia que tinha que crer no Senhor para ser salva eternamente.
Ela sabia que necessitava de um Salvador quando disse: "A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador" (Lucas 1:46-47).
Maria, assim como eu e você, estava perdida, necessitando de um Salvador.
Ao vermos a própria Maria, mãe de Jesus, admitindo que estava perdida e precisava de um Salvador para ter seus pecados perdoados lembramos de uma outra mulher que aos olhos de Deus é também muito importante. Esta mulher é VOCÊ, minha amiga. Gostaria de lhe fazer algumas perguntas e pedir-lhe, amorosamente, que medite nelas.
De acordo com os versículos chaves do nosso estudo ...
* O que você deve fazer para ser salva?
* O que o próprio Jesus disse a mim e a você que devíamos fazer para sermos salvas?
Ele, claramente, nos diz: "Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em Mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em Mim, nunca morrerá. Crês tu isto?" (Lucas 1:25-26), (grifo meu).
* Você já decidiu crer em Jesus?
* Você já decidiu não ser uma pessoa morta, separada de Deus?
* Você já decidiu viver, eternamente, com Jesus, no céu por toda uma eternidade?
Se n√£o, ent√£o ...
1- decida aceitar Jesus como seu Salvador;
2- decida vencer aquele que é inimigo da sua alma, Satanás;
3- decida entregar toda a sua vida Àquele que derramou o Seu sangue no seu lugar.
Certa vez, li um folheto que falava das desculpas que as pessoas apresentavam para não aceitar Jesus. Dentre tantas, algumas diziam: "Não, agora não, sou muito novo! Quem sabe mais adiante?"... "Talvez no próximo ano, pois agora estou muito ocupado!"... "Agora não, pois estou preocupado com os estudo dos meus filhos e não tenho muito tempo!" Estas são desculpas muito perigosas, pois nada neste mundo é mais importante do que a sua vida eterna no céu. O tempo de você tomar a sua decisão não é amanhã, pois a Bíblia em Provérbios 27:1 nos diz: "Não presumas do dia de amanhã, porque não sabes o que ele trará."
O dia que voc√™ tem que fazer a sua decis√£o por Cristo √© hoje. √Č a pr√≥pria B√≠blia que diz "... Ouvi-te em tempo aceit√°vel! E socorri-te ao dia da salva√ß√£o; Eis aqui agora o tempo aceit√°vel, eis aqui agora o dia da salva√ß√£o" (2 Cor√≠ntios 6:2).
Amiga, talvez amanh√£ seja muito tarde para voc√™ aceitar Jesus em sua vida e receber o perd√£o dos seus pecados. Lembre-se que “Quem tem o Filho tem a vida; quem n√£o tem o Filho de Deus n√£o tem a vida.” (1Jo 5:12 BRP).
Não pense que você é, suficientemente, boa e merecedora da vida eterna no céu. Você precisa crer em Jesus para se salvar. Dobre os joelhos, baixe a cabeça e, com o coração cheio de arrependimento, creia que você necessita de Jesus para ser salva, necessita segui-Lo.
Veja este comentário do "Life Application Bible Commentary" que nos diz como devemos seguir a Jesus: "As pessoas que podem ter um relacionamento com Cristo são aquelas que fazem a vontade do Pai. Elas ouvem, aprendem, crêem e obedecem. A obediência é a chave para fazer parte da família de Deus. O conhecimento não é o bastante - os líderes religiosos tinham conhecimento e, ainda assim, não compreenderam Jesus. Seguir não é o bastante - a multidão seguia mas não entendeu quem era Jesus. Aqueles que crêem em Jesus passam a fazer parte da família de Deus."
A Bíblia nos ensina no evangelho de João 1:12 que nós somos feitos filhos de Deus. Nós não nascemos fazendo parte da família de Deus mas nos tornamos filhos quando aceitamos Jesus como nosso Salvador. Veja o que este versículo diz: "Mas, a todos quanto O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no Seu nome."
Novamente, quero lhe perguntar:
Você já creu em Jesus?
Você já O aceitou como seu Salvador?
Então, se você já fez esta decisão, você já faz parte da família de Deus, já pode ser chamada de filha de Deus.
Mas se você decidiu não fazer esta decisão agora, lembre-se do que o Senhor diz na Sua Palavra:
* "Quem crer e por batizado ser√° salvo; mas quem n√£o crer ser√° condenado" (Marcos 16:16).
* "Quem crê nEle não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus" (João 3:18).
Amiga, pense seriamente no futuro eterno de sua alma. Veja ainda o que Tiago 4:14 lhe diz: "Digo-vos que n√£o sabeis o que acontecer√° amanh√£. Porque, que √© a vossa vida? √Č um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece."
Você tem certeza de que estará viva daqui a cinco minutos? Não, não é? Como o versículo disse, a nossa vida é como um vapor que aparece por um pouco de tempo e depois desaparece. Então, não perca tempo e reconheça que você é uma pecadora, que necessita ser salva para obter a vida eterna no céu. Não rejeite a verdade! Seja submissa ao que o Senhor ensina na Sua Palavra.
Vejamos algumas passagens bíblicas que nos mostram o que eu devo fazer para ser salva. Tenho que fazer boas obras? Tenho que reconhecer que sou pecadora e viver pedindo perdão para me conservar salva? A Bíblia nos diz...
"E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos" (Atos 4:12).
"... Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar? E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo..." (Atos 16:30-31).
"Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo ..." (Gálatas 2:16).
Que o Espírito Santo possa convencê-la a aceitar Jesus em sua vida, pois só assim você poderá passar toda a eternidade no céu.
"Senhor Deus, meu Pai, obrigada pelo Teu amor derramado em minha vida.
Obrigada pelo sangue de Jesus derramado na cruz para salvar uma pecadora como eu.
Que o Teu amor por mim possa ser uma luz para aqueles que caminham na escurid√£o.
Te amo Senhor e Te agradeço por me dares a salvação eterna.
Amém!"

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Respeitando os mandamentos de Jesus.

A doa√ß√£o no Novo Testamento – sustenta√ß√£o √†s vi√ļvas

Outra √°rea onde a sustenta√ß√£o no Novo Testamento foi direcionada foi para as vi√ļvas verdadeiras. As vi√ļvas na B√≠blia s√£o aquelas mulheres que perderam seus maridos atrav√©s da morte. Agora alguns de voc√™s podem ficar surpresos de modo que n√≥s tenhamos que esclarecer tudo. Eu fa√ßo isso porque eu li em algum lugar que esta palavra supostamente tamb√©m inclui aquelas mulheres que est√£o separadas ou divorciadas de seus maridos. Embora estas mulheres de fato necessitem de suporte fraterno dos crentes, elas n√£o podem ser classificadas como vi√ļvas. “Vi√ļva” na B√≠blia – e como uma palavra grega em geral – √© a mulher que perdeu seu marido atrav√©s da morte.
Tendo tornado isto claro, √© mostrado atrav√©s da B√≠blia que as vi√ļvas t√™m um local especial no cora√ß√£o de Deus. Aqui est√£o algumas passagens do Velho Testamento:
Êxodo 22:22-23
A nenhuma vi√ļva nem √≥rf√£o afligireis. Se de algum modo os afligires, e eles chamarem a mim, eu certamente ouvirei o seu clamor.”
Deuteron√īmio 10:17-18
“Pois o Senhor vosso Deus √© o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terr√≠vel, que n√£o faz acep√ß√£o de pessoas, nem aceita recompensas; Que faz justi√ßa ao √≥rf√£o e √† vi√ļva, e ama o estrangeiro, dando-lhe p√£o e roupa.
Deuteron√īmio 24:17-21
“N√£o perverter√°s o direito do estrangeiro e do √≥rf√£o; nem tomar√°s em penhor a roupa da vi√ļva... Quando no teu campo colheres a tua colheita, e esqueceres um molho no campo, n√£o tornar√°s a tom√°-lo; para o estrangeiro, para o √≥rf√£o, e para a vi√ļva ser√°; para que o Senhor teu Deus te aben√ßoe em toda a obra das tuas m√£os. Quando sacudires a tua oliveira, n√£o voltar√°s para colher o fruto dos ramos; para o estrangeiro, para o √≥rf√£o, e para a vi√ļva ser√°. Quando vindimares a tua vinha, n√£o voltar√°s para rebusc√°-la; para o estrangeiro, para o √≥rf√£o, e para a vi√ļva ser√°.
Como n√≥s tamb√©m vimos anteriormente os d√≠zimos tamb√©m tinham vi√ļvas como receptoras:
Deuteron√īmio 26:12-13
“Quando acabares de separar todos os d√≠zimos da tua colheita no ano terceiro, que √© o ano dos d√≠zimos, ent√£o os dar√° ao levita, ao estrangeiro, ao √≥rf√£o e √† vi√ļva, para que comam dentro das tuas portas, e se fartem; e dir√°s perante o Senhor teu Deus: Tirei da minha casa as coisas consagradas e as dei tamb√©m ao levita, e ao estrangeiro, e ao √≥rf√£o e √† vi√ļva, conforme a todos os teus mandamentos que me tens ordenado; n√£o transgredi os teus mandamentos, nem deles me esqueci.”
Deuteron√īmio 27:19
Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do √≥rf√£o e da vi√ļva. E todo o povo dir√°: am√©m.”
Salmos 146:9
“O Senhor guarda os estrangeiros; sust√©m o √≥rf√£o e a vi√ļva; mas transtorna o caminho dos √≠mpios.”
Provérbios 15:25
“O Senhor desarraiga a casa dos soberbos, mas estabelece o termo da vi√ļva.
Isaías 1:17
“Aprendei a fazer o bem; procurai o que √© justo; ajudai o oprimido; fazei justi√ßa ao √≥rf√£o; tratai da causa das vi√ļvas."
Jeremias 7:6-7
“Se n√£o oprimirdes o estrangeiro, e o √≥rf√£o, e a vi√ļva, nem derramardes sangue inocente neste lugar, nem andardes ap√≥s outros deuses para vosso pr√≥prio mal, eu vos farei habitar neste lugar, na terra que deis a vossos pais, desde os tempos antigos e para sempre.”
Jeremias 22:3
“Exercei o ju√≠zo e a justi√ßa ...; e n√£o oprimais ao estrangeiro, nem ao √≥rf√£o, nem √† vi√ļva”.
Zacarias 7:9-10
“Assim falou o Senhor dos Ex√©rcitos, dizendo: executai ju√≠zo verdadeiro, mostrai piedade e miseric√≥rdia cada um para com seu irm√£o. E n√£o oprimais a vi√ļva, nem o √≥rf√£o, nem o estrangeiro, nem o pobre, nem intente cada um, em seu cora√ß√£o, o mal contra o seu irm√£o.”
Eu acredito que estas muitas passagens da Escritura tornam claro o quanto as vi√ļvas, juntamente com os √≥rf√£os e os estrangeiros, est√£o no cora√ß√£o do Senhor. Isto continua no Novo Testamento tamb√©m. N√≥s lemos em Atos 6:1 que houve uma murmura√ß√£o “dos gregos contra os hebreus, porque as suas vi√ļvas eram desprezadas no minist√©rio cotidiano.” Por minist√©rio se quer dizer a distribui√ß√£o que foi feita a todos, oriunda do fundo comum que a igreja havia estabelecido e de acordo com as necessidades deles. Ningu√©m deveria ser desprezado, mas as vi√ļvas muito menos, uma vez que elas eram pessoas por quem era necess√°rio um carinho especial.
O Novo Testamento trata extensamente a quest√£o das vi√ļvas e a sustenta√ß√£o a elas em 1 Tim√≥teo 5. L√° n√≥s lemos:
I Timóteo 5:3
“Honra as vi√ļvas que verdadeiramente s√£o vi√ļvas.”
A honra conforme n√≥s explicamos anteriormente sobre honrar os anci√£os inclui tamb√©m o suporte material. Contudo nem todas as vi√ļvas devem ter esta honra. O simples fato de que uma mulher √© uma vi√ļva obviamente n√£o far√° dela uma vi√ļva verdadeira para quem a honra deve ser dada. Qual √© a distin√ß√£o? Paulo torna isso claro:
I Timóteo 5:5-6
“Ora, a que √© verdadeiramente vi√ļva e desamparada espera em Deus, e persevera de noite e de dia em rogos e ora√ß√Ķes; mas a que vive em deleites, vivendo est√° morta.”
Existe a vi√ļva que confia em Deus, cuja esperan√ßa √© Deus e com expectativa ora para Ele, continuamente, “noite e dia”. Mas existe tamb√©m a vi√ļva cujo estilo de vida √© valoroso. A frase “vive em deleites” √© a palavra grega “spatalao”. “Spatalao” significa “viver desordeiramente” (Dicion√°rio de Vine, p. 871). A forma nominal do verbo ("spatali") significa "desordem excessiva, em v√£o gasto excessivo de riqueza" (Mega Lexicon of the Greek Language, p.6621). Tais vi√ļvas, vi√ļvas que t√™m um estilo de vida v√£o centrado no mundo, vi√ļvas que vivem desordeiramente, n√£o s√£o vi√ļvas verdadeiras. N√£o √© para estas vi√ļvas que a honra √© devida.
Tendo tornado isto claro desde o princ√≠pio, Paulo torna tamb√©m claro que as crian√ßas ou netos das vi√ļvas verdadeiras s√£o as primeiras que t√™m responsabilidade por elas. Aqui est√° o que ele diz:
I Timóteo 5:4, 7-8
“Mas, se alguma vi√ļva tiver filhos, ou netos, aprendam primeiro a exercer piedade para com a sua pr√≥pria fam√≠lia, e a recompensar seus pais; porque isto √© bom e agrad√°vel diante de Deus. ...Manda, pois, estas coisas, para que elas sejam irrepreens√≠veis. Mas, se algu√©m n√£o tem cuidado dos seus, e especialmente dos da sua fam√≠lia, negou a f√©, e √© pior do que o infiel.”
H√° uma responsabilidade clara das crian√ßas por seus pais, incluindo os av√≥s. Conforme diz a Palavra, as crian√ßas s√£o “para recompensar seus pais”. E Conforme menciona Vine em seu dicion√°rio sobre esta palavra:
“A palavra “recompensar” √© a palavra grega “amoive”, que significa “recompensa (semelhante a ameibomai, a recompensar, n√£o encontrada no Novo Testamento), √© usada com o verbo “apodidomi”, para traduzir, em 1 Tim. 5:4. Este uso √© ilustrado nos papiros pela forma de fazer um retorno, conferir um benef√≠cio em retorno por algo" (dicion√°rio de Vini, p. 967).
Existe uma obriga√ß√£o das crian√ßas e netos em rela√ß√£o a seus pais. √Č a obriga√ß√£o de “honrar seus pais”, que inclui cuidar deles e do seu bem-estar. No caso das vi√ļvas, suas crian√ßas e netos deveriam cuidar deles e de suas necessidades. Cuidar de si pr√≥prio e de sua fam√≠lia √© uma prioridade e de fato uma obriga√ß√£o que cada um de n√≥s tem. Eu penso que n√≥s tocamos nisso anteriormente: Este tipo de "doa√ß√£o” tem preemin√™ncia sobre qualquer tipo de doa√ß√£o. Outros tipos de doa√ß√£o s√£o contribui√ß√Ķes volunt√°rias. Esta n√£o √©. Esta √© uma obriga√ß√£o. N√£o h√° nenhuma op√ß√£o aqui. Isto mostra quanta import√Ęncia Deus d√° a isso. Se voc√™ √© um crente, voc√™ tem que “reproduzir recompensa” para os seus pais (e av√≥s), o que significa cuidar deles e de suas necessidades. E dessa forma nenhuma d√ļvida √© deixada no vers√≠culo 8, que diz: “Mas, se algu√©m n√£o tem cuidado dos seus, e especialmente dos da sua fam√≠lia, negou a f√©, e √© pior do que o infiel.” Isto √© verdadeiramente s√©rio.
Seguindo adiante na quest√£o das vi√ļvas, a Palavra de Deus nos diz mais sobre a participa√ß√£o da igreja em rela√ß√£o ao cuidado com as vi√ļvas:
I Timóteo 5:9-16
“Nunca seja inscrita vi√ļva com menos de sessenta anos, e s√≥ a que tinha sido mulher de um s√≥ marido; tendo testemunho de boas obras: se criou os filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os p√©s dos santos, se socorreu os aflitos, se praticou toda a boa obra. Mas n√£o admitas as vi√ļvas mais novas, porque, quando se tornam levianas contra Cristo, querem casar-se; tendo j√° a sua condena√ß√£o por haverem aniquilado a primeira f√©. E, al√©m disto, aprendem tamb√©m a andar ociosas de casa em casa; e n√£o s√≥ ociosas, mas tamb√©m paroleiras e curiosas, falando o que n√£o conv√©m. Quero, pois, que as que s√£o mo√ßas se casem, gerem filhos, governem a casa, e n√£o deem ocasi√£o ao advers√°rio de maldizer; Porque j√° algumas se desviaram, indo ap√≥s Satan√°s. Se algum crente ou alguma crente tem vi√ļvas, socorra-as, e n√£o se sobrecarregue a igreja, para que se possam sustentar as que deveras s√£o vi√ļvas.”
Existe um “n√ļmero” (grego: katalaigo – alistar-se) no qual algumas vi√ļvas deveriam estar inclu√≠das e algumas outras n√£o. Qual √© este “n√ļmero”, este alistamento? Embora Paulo n√£o mencione isso explicitamente, parece ser alguma coisa familiar a Tim√≥teo e eu acredito que era o n√ļmero de vi√ļvas a serem sustentadas pela igreja. Nem todas as vi√ļvas deveriam estar neste n√ļmero, mas somente as velhas, com 60 anos de idade ou acima, e sob certas condi√ß√Ķes adicionais. Para as vi√ļvas mais jovens, Paulo, e Deus atrav√©s de sua Palavra, desejam que elas se casem novamente e tenham crian√ßas. O √ļltimo vers√≠culo da passagem acima acrescenta isso: se algu√©m tem vi√ļvas em sua fam√≠lia, ele deveria alivi√°-las e n√£o deixar a igreja ser sobrecarregada com seu sustento. Contudo, a igreja de fato sustentaria as vi√ļvas mais velhas que fossem vi√ļvas verdadeiras de acordo com as condi√ß√Ķes estabelecidas nos vers√≠culos anteriores e se n√£o houvesse ningu√©m mais de sua fam√≠lia capaz ou desejando dar-lhes o suporte necess√°rio.

Uma verdade, que muitos n√£o querem ver!

Jesus é Maior


Jesus Cristo, ontem e hoje, √© o mesmo e o ser√° para sempre” (Hb 13.8).
O brado “Allahu Akbar” √© ouvido diariamente de todos os minaretes. Normalmente a express√£o √© traduzida como “Al√° √© grande”. Na verdade, o significado correto de “Allahu Akbar” – e este √© o sentido que todos os mu√ßulmanos lhe d√£o – √©: “Al√° √© maior”. Al√° √© maior que Yahweh (Jav√©), Al√° √© maior que o Deus da B√≠blia, Al√° √© maior que tudo. N√£o h√° nada que chegue perto dele.
A declara√ß√£o de f√© mu√ßulmana √©: “N√£o h√° deus al√©m de Al√° e Maom√© √© o seu profeta”. Do ponto de vista mu√ßulmano, essa verdade √© inabal√°vel. Por isso, fico muito espantado quando as mesmas pessoas que t√™m grandes dificuldades com as declara√ß√Ķes absolutas da B√≠blia, e consideram intolerantes, discriminat√≥rias e fundamentalistas as afirma√ß√Ķes de Jesus (como:“Ningu√©m vem ao Pai sen√£o por mim” – Jo 14.6), defendem com veem√™ncia o direito dos isl√Ęmicos construirem mesquitas e minaretes nos pa√≠ses ocidentais. Essas pessoas at√© acham que √© um enriquecimento cultural ouvir os mu√ßulmanos gritando diariamente a sua pr√≥pria declara√ß√£o absoluta: “Al√° √© maior!”. Diante de duas declara√ß√Ķes absolutas:
Рdo islã: elas não vêem nenhum problema.
Рda Bíblia: elas a consideram discriminatória, sem opção para o diálogo.
Essa é uma perfeita demonstração da cegueira do mundo ocidental, dos políticos, de muitas igrejas e da sociedade!
Porém, nesta mensagem não pretendo falar do islã, mas usar a Epístola aos Hebreus para mostrar quem realmente é maior. A Carta aos Hebreus foi escrita primordialmente para judeus que haviam se tornado crentes em Jesus e que O reconheceram como o Messias. Mas entre esses judeus havia alguns que apenas acompanhavam os demais, que tinham sido tocados pelo testemunho a respeito de Jesus, mas não tinham tomado uma clara decisão pessoal.
E, então, essa epístola mostra enfaticamente: Jesus é maior! Maior do que tudo o que os judeus conheciam até aquele momento.

Jesus é maior

A Carta aos Hebreus faz algumas compara√ß√Ķes para demonstrar com clareza que Jesus √© maior que tudo.
Por exemplo, Jesus √© maior que os anjos: “...tendo-se tornado t√£o superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles. Pois a qual dos anjos disse jamais: Tu √©s meu Filho, eu hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei Pai, e ele me ser√° Filho? E, novamente, ao introduzir o Primog√™nito no mundo, diz: E todos os anjos de Deus o adorem” (Hb 1.4-6).
Naquela √©poca circulava um falso ensino que colocava Jesus no mesmo n√≠vel que os anjos, e que chegava at√© mesmo a considerar o arcanjo Miguel superior ao Messias esperado. E aqui a Palavra de Deus nos diz: “Ora, a qual dos anjos jamais disse: Assenta-te √† minha direita, at√© que eu ponha os teus inimigos por estrado dos teus p√©s?” (v.13).
Jesus tamb√©m foi maior que Mois√©s: “Por isso, santos irm√£os, que participais da voca√ß√£o celestial, considerai atentamente o Ap√≥stolo e Sumo Sacerdote da nossa confiss√£o, Jesus, o qual √© fiel √†quele que o constituiu, como tamb√©m o era Mois√©s em toda a casa de Deus. Jesus, todavia, tem sido considerado digno de tanto maior gl√≥ria do que Mois√©s, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a estabeleceu” (Hb 3.1-3).
Para os judeus n√£o havia ningu√©m maior e mais sublime que Mois√©s. Ent√£o foi dito a eles: Jesus √© maior que Mois√©s. Em outras palavras: ningu√©m √© maior que Jesus! Essa afirma√ß√£o beira a provoca√ß√£o. Se hoje voc√™ disser a um judeu ortodoxo que “Jesus √© maior que Mois√©s”, trate de ter certeza de que est√° usando bons cal√ßados para corrida.

Se hoje voc√™ disser a um judeu ortodoxo que “Jesus √© maior que Mois√©s”, trate de ter certeza de que est√° usando bons cal√ßados para corrida.
Mas o autor da Carta aos Hebreus – naturalmente inspirado por Deus – n√£o se importava com a rea√ß√£o que essa declara√ß√£o geraria. A ele importava proclamar a verdade. Um te√≥logo liberal, hist√≥rico-cr√≠tico, aberto ao di√°logo e de pensamento livre, certamente n√£o tentaria desagradar a ningu√©m. “Jesus √© maior que Mois√©s – Ah!, n√£o, n√£o posso escrever isso, os judeus v√£o se sentir exclu√≠dos. Jesus √© maior que Maom√© – de jeito nenhum, isso s√≥ vai provocar os mu√ßulmanos. Jesus √© maior que os anjos – pode ser, mas seria melhor expressar menos absolutismo. Ser√° suficiente escrever: Jesus √© maior que os anjos, mas √© perfeitamente poss√≠vel pensar de forma diferente a respeito”.
√Č claro que nossa inten√ß√£o n√£o √© provocar, mas impedir que a verdade seja silenciada. E isso inclui deixar claro para judeus, mu√ßulmanos e todas as outras pessoas: Jesus √© maior! Essa √© a verdade, e ningu√©m nos impedir√° de diz√™-la, seja l√° qual for a lei antidiscrimina√ß√£o que estiver em vigor.
Jesus √© maior que Ar√£o, o maior sumo sacerdote de Israel: “Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os c√©us, conservemos firmes a nossa confiss√£o” (Hb 4.14). Ar√£o n√£o era um qualquer, mas o sumo sacerdote por excel√™ncia; institu√≠do no cargo pelo pr√≥prio Deus. Ar√£o foi um homem de Deus e merece honra, assim como Mois√©s. Mas, mesmo assim, ele tinha suas fraquezas, como afirma Hebreus 7.28:“Porque a lei constitui sumos sacerdotes a homens sujeitos √† fraqueza, mas a palavra do juramento, que foi posterior √† lei, constitui o Filho, perfeito para sempre”.
Jesus √© maior, pois Jesus √© o √ļnico Sumo Sacerdote que penetrou os c√©us sem pecado, e isso por toda eternidade.

Desprezo da graça

Esta lista de “Jesus √© maior que...”, que na verdade √© incompleta, revela o que os hebreus abandonariam se voltassem para os rituais e tradi√ß√Ķes do juda√≠smo. √Č exatamente desse problema que a Carta aos Hebreus trata em alguns trechos. Os leitores judeus foram confrontados com o Evangelho proclamado pelos ap√≥stolos e pelos judeus crentes em Jesus. Eles viam os sinais e milagres, a autoridade e o poder do Esp√≠rito Santo que atuava nos ap√≥stolos. A gra√ßa, a obra redentora do G√≥lgota e toda a grandeza de Jesus Cristo eram retratadas diante de seus olhos. E, de alguma forma eles conseguiam entender tudo isso – com a mente – mas, infelizmente, n√£o com o cora√ß√£o. De alguma maneira eles criam, mas n√£o colocavam a f√© em pr√°tica. Iam √†s reuni√Ķes, participavam delas. Mas alguns acabavam voltando atr√°s, e assim, como diz a Carta aos Hebreus, calcam aos p√©s o Filho de Deus. Desprezaram a gra√ßa que havia sido revelada em Jesus Cristo (Hb 10.29).
Esses judeus voltavam a considerar Mois√©s maior que Jesus. Colocavam Ar√£o, o sumo sacerdote de seus pais, novamente acima de Jesus, o √ļnico verdadeiro e perfeito Sumo Sacerdote. Deixavam a verdade e abandonavam o perfeito em favor do imperfeito. Que trag√©dia! Tinham experimentado a verdade, ouviram da gra√ßa e da f√©, tinham chegado t√£o perto e mesmo assim voltaram a refugiar-se na imperfeita obra humana.
Esse comportamento é igual ao de um homem condenado com justiça e que dá entrada a uma petição de indulto. Mas quando esse indulto está para ser concedido, ele volta a reportar-se à lei que o condenara. Ele recusa a graça de forma consciente.

“Marias-v√£o-com-as-outras”

At√© hoje encontramos pessoas assim nas igrejas e reuni√Ķes; elas experimentaram a gra√ßa e sabem muito bem o que Jesus realizou na cruz do G√≥lgota. S√£o crist√£os que cr√™em e compreendem com o intelecto, que v√£o √† igreja e est√£o presentes em todas as programa√ß√Ķes crist√£s. Mas n√£o colocaram em pr√°tica o seu conhecimento te√≥rico, aquilo que compreenderam com a mente. S√≥ cr√™em com o entendimento, mas n√£o com o cora√ß√£o. S√£o religiosos, at√© piedosos, mas n√£o nascidos de novo. √Č a esses seguidores que a Palavra adverte para que prestem aten√ß√£o no que a Escritura diz. S√£o exortados a n√£o somente ouvir, mas a internalizar a Palavra, guardando-a, considerando-a e principalmente praticando-a (cf. Hb 2.1).
Via de regra esses seguidores escolhem o caminho do menor esfor√ßo e n√£o chamam a aten√ß√£o. Mas assim que enfrentam alguma oposi√ß√£o, a real situa√ß√£o da sua f√© √© revelada. A mesma coisa acontecia com os hebreus naquela √©poca. Foram levados a um ponto em que tiveram de tomar uma decis√£o muito clara: “Todavia, o meu justo viver√° pela f√©; e: Se retroceder, nele n√£o se compraz a minha alma. N√≥s, por√©m, n√£o somos dos que retrocedem para a perdi√ß√£o; somos, entretanto, da f√©, para a conserva√ß√£o da alma” (Hb 10.38-39).
Como fica a nossa f√© quando somos submetidos a doen√ßas e sofrimentos? Recuamos, frustrados e desencorajados, ou bradamos em alta voz: “Jesus ainda √© maior”? Como fica a nossa igreja, se n√£o pudermos mais nos reunir livremente ou at√© mesmo sofrermos amea√ßas? O grupo baixar√° de 60 para 20 ou 10 participantes? Como eu fico se n√£o puder mais pregar livre e desembara√ßadamente a Palavra de Deus? Ser√° que vou continuar anunciando:“Porquanto, para mim, o viver √© Cristo, e o morrer √© lucro” (Fp 1.21)? Ou ser√° que vou preferir fazer palestras sobre a Branca de Neve e os sete an√Ķes?
Jesus é maior, não só quando estamos bem, mas principalmente quando a água chega ao pescoço (cf. Hb 3.14).

Jesus realizou o sacrifício completo

Vejamos agora alguns fatos que os destinat√°rios da Carta aos Hebreus tamb√©m tiveram de encarar. O sacerd√≥cio lev√≠tico, um componente importante da Antiga Alian√ßa, n√£o atingiu a perfei√ß√£o em nada. Podemos pensar que essa seria uma nova provoca√ß√£o para os leitores judeus, mas trata-se da verdade, da Palavra de Deus: “Se, portanto, a perfei√ß√£o houvera sido mediante o sacerd√≥cio lev√≠tico (pois nele baseado o povo recebeu a lei), que necessidade haveria ainda de que se levantasse outro sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque, e que n√£o fosse contado segundo a ordem de Ar√£o?” (Hb 7.11).
O sacerdócio do Antigo Testamento oferecia ao povo de Israel a oportunidade de arrepender-se e obter perdão, mas, devido à constante repetição dos pecados, nunca chegava a um encerramento. Somente em Jesus Cristo o perdão é definitivo e perfeito, porque Ele, que era sem pecado, tomou sobre si todos os nossos pecados e nos redimiu. Jesus não somente entrou no Santo dos Santos, mas penetrou nos céus e agora está sentado à direita de Deus para ali interceder por nós.
Prezado leitor, Jesus Cristo é seu Intercessor pessoal diante do Pai celeste, não somente por um ano, mas por toda a eternidade (Hb 9.24-28).
A lei também não trouxe a perfeição, como diz Hebreus 7.19. Da mesma forma, os sacrifícios do Antigo Testamento, que pela lei tinham de ser trazidos repetidamente, também não podiam aperfeiçoar os israelitas (Hb 10.1; cf. também o capítulo 9), mesmo que a lei fosse boa e Israel tivesse a obrigação de cumpri-la. Afinal, a lei não era obra de homens, mas dada por Deus.
Mas Jesus √© maior! Jesus √© o Sacerdote perfeito, maior que o templo e maior que o s√°bado (Mt 12.6,8). Jesus √© o sacrif√≠cio perfeito. Nenhum sacrif√≠cio humano, nenhum servi√ßo sacerdotal e nenhuma lei podem contribuir para a salva√ß√£o. Esse fato vale para todos os homens. Lavar-se no Ganges n√£o trar√° salva√ß√£o para nenhum hindu. Nenhuma medita√ß√£o levar√° o budista ao c√©u. Nenhuma vela dar√° fruto permanente ao crist√£o e nenhuma peregrina√ß√£o conduzir√° o mu√ßulmano ao c√©u. Por isso Mois√©s nunca ser√° o maior, pois tamb√©m ele era imperfeito: “Porque a lei foi dada por interm√©dio de Mois√©s; a gra√ßa e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo” (Jo 1.17). Jesus √© maior!
Por isso, o brado do muezim, do alto dos minaretes: “Al√° √© maior!”, n√£o corresponde √† verdade. Afinal, o Cor√£o nem mesmo promete certeza de salva√ß√£o. O isl√£ tamb√©m n√£o conhece um sacrif√≠cio perfeito; a pr√≥pria pessoa precisa lutar e batalhar: “voc√™ deve”, “voc√™ deve” e “voc√™ deve” – e mesmo assim voc√™ n√£o pode ter certeza da salva√ß√£o.

O brado do muezim, do alto dos minaretes: “Al√° √© maior!”, n√£o corresponde √† verdade. Afinal, o Cor√£o nem mesmo promete certeza de salva√ß√£o.
Esse sacrif√≠cio vic√°rio perfeito pelos pecados do ser humano, que √© totalmente desconhecido em outras religi√Ķes, s√≥ √© encontrado na B√≠blia – cumprido e consumado em Jesus Cristo. Como algo imperfeito pode ser maior do que aquilo que √© perfeito? Sem chance! Somente a obra de salva√ß√£o do G√≥lgota, cumprida em e por Jesus Cristo, √© perfeita. Ele mesmo proclamou na cruz: “Est√° consumado!” (Jo 19.30). E quando algo est√° consumado, consumado est√°, perfeito est√°. Isto √©, nada mais precisa ser acrescentado. A salva√ß√£o est√° consumada, j√° foi confirmada, mas apenas na cruz do G√≥lgota e em nenhum outro lugar. De nada adianta as pessoas dizerem que isso √© intoler√Ęncia. Pode at√© ser, mas ainda assim s√≥ posso dizer: “E da√≠? Afinal, √© a verdade!”.
Se afirmo que o cogumelo mata-moscas √© venenoso, algumas pessoas podem achar que essa afirma√ß√£o √© intolerante, mas ela n√£o deixa de ser verdade. E √© disso que se trata! N√£o devemos dizer √†s pessoas aquilo que elas querem ouvir, mas a verdade. Se algu√©m, em sua falsa toler√Ęncia, quiser comer um prato de cogumelos venenosos, que fique √† vontade; mas tamb√©m ter√° de viver (ou, neste caso, n√£o viver) com as conseq√ľ√™ncias.

Perfeito em Jesus

Jesus √© maior. Jesus √© singular. E Jesus √© o √ļnico caminho para reconciliar-se com Deus, o Pai. Jesus Cristo √© a Palavra de Deus encarnada. Jesus Cristo √© o caminho, a verdade e a vida.
Jesus √© perfeito at√© a eternidade (Hb 13.8). Ele entrou no maior e mais perfeito tabern√°culo, como diz a bela descri√ß√£o em Hebreus 9.11-12. Por meio de Seu pr√≥prio sacrif√≠cio, quando o pr√≥prio Jesus se entregou, Ele tornou os crentes perfeitos para sempre: “Porque, com uma √ļnica oferta, aperfei√ßoou para sempre quantos est√£o sendo santificados” (Hb 10.14).
√Č preciso imaginar a cena. A B√≠blia, a Palavra de Deus, chama-nos de perfeitos e justos! Mas quando olhamos no espelho, vemos o contr√°rio. E mesmo assim somos justos e perfeitos aos olhos de Deus. Isso n√£o √© normal, como pode acontecer? Por meio do precioso sangue de Jesus Cristo, que Ele derramou por voc√™ e por mim, somos realmente perfeitos e justos aos olhos de Deus. Deus n√£o nos v√™ mais como somos, mas atrav√©s de Seu Filho Jesus Cristo.
No momento em que uma pessoa chega √† f√© em Jesus Cristo e coloca toda a sua vida nas m√£os de dEle, Deus n√£o olha mais para sua verdadeira natureza, mas em e por meio de Seu Filho Jesus Cristo: “E, assim, se algu√©m est√° em Cristo, √© nova criatura; as coisas antigas j√° passaram; eis que se fizeram novas” (2 Co 5.17). E em e por meio de Jesus somos agora justificados e aperfei√ßoados. Isso n√£o √© extraordin√°rio?
Pergunto: qual religião pode oferecer algo apenas remotamente parecido? Nenhuma! Isso só pode ser encontrado na Palavra de Deus.

Agarre o melhor!


N√£o devemos dizer √†s pessoas aquilo que elas querem ouvir, mas a verdade. Se algu√©m, em sua falsa toler√Ęncia, quiser comer um prato de cogumelos venenosos, que fique √† vontade; mas tamb√©m ter√° de viver (ou, neste caso, n√£o viver) com as conseq√ľ√™ncias.
Jesus Cristo: o mundo nunca viu algu√©m maior e mais perfeito! Maior do que tudo que o juda√≠smo j√° conheceu. Maior do que Mois√©s, Ar√£o, Davi, Salom√£o (Mt 12.42) ou Jonas (Mt 12.41). A Carta aos Hebreus diz aos judeus: “N√£o confiem em Mois√©s, n√£o confiem em Ar√£o nem nos outros sacerdotes; n√£o confiem em Davi nem nos outros reis!” Hoje dir√≠amos: “N√£o confiem em seus rabinos, n√£o confiem em seus estadistas e tamb√©m n√£o confiem no seu poderio militar! N√£o confiem nos sacrif√≠cios, no sacerd√≥cio nem na lei, mas agarrem o melhor, o maior, isto √©, a gra√ßa em Cristo Jesus”.
Brademos a todas as pessoas: “N√£o confie em voc√™ mesmo, n√£o confie na sua habilidade nem na sua for√ßa, n√£o confie em pessoas, nem em Maria ou algum protetor ou santo, nem no seu pastor ou bispo, nem na sua institui√ß√£o ou organiza√ß√£o. N√£o confie na pol√≠tica, na economia ou na ci√™ncia. N√£o confie em seu guru nem em sua religi√£o. N√£o! Olhe antes para a cruz, pois: Jesus √© maior!”
...de gl√≥ria e de honra o coroaste e o constitu√≠ste sobre as obras das tuas m√£os. Todas as coisas sujeitaste debaixo dos seus p√©s. Ora, desde que lhe sujeitou todas as coisas, nada deixou fora do seu dom√≠nio...” (Hb 2.7-8).
• Em Jesus temos uma esperan√ßa melhor (Hb 7.19).
• Por meio de Jesus possu√≠mos uma alian√ßa melhor e, com ela, melhores promessas (Hb 7.22; Hb 8.6).
• Temos um sacrif√≠cio melhor; na verdade, um sacrif√≠cio perfeito, n√£o de animais, mas do Cordeiro vic√°rio Jesus Cristo, que se deu voluntariamente e de uma vez por todas em nosso lugar (Hb 9.23-28).
• Temos um patrim√īnio superior (Hb 10.34).
• E, por fim: temos uma ressurrei√ß√£o melhor; nada de voltar para um corpo mortal, como ensina o hindu√≠smo, mas uma ressurrei√ß√£o com um corpo glorificado espiritual e imortal (Fp 3.20-21; 1 Jo 3.2-3).
Vamos resumir: Jesus √© maior! √Č justamente esse fato que a B√≠blia, a infal√≠vel e viva Palavra de Deus, pretende nos apresentar. √Č justamente o que o autor da Carta aos Hebreus – inspirado por Deus – apresentou aos judeus, a fim de encoraj√°-los e exort√°-los a permanecerem firmes nessa Palavra.
√Č tolo quem desiste e abandona o Melhor, Maior e Perfeito. Consideremos o que diz Prov√©rbios 3.5-7: “Confia no Senhor de todo o teu cora√ß√£o e n√£o te estribes no teu pr√≥prio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitar√° as tuas veredas. N√£o sejas s√°bio aos teus pr√≥prios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal!”.

Postagem em destaque

Clamas.

Temos que tomar uma decis√£o. E p√īr nossos p√©s na estrada. Sem temor, pois, veremos o livramento do Senhor e dia ap√≥s dia as suas...