quarta-feira, 18 de maio de 2016

CAMPANHA deixa Deus te usar!

A paz seja convosco Amém

Sou o Evangelista Manoel Moura e estou aqui para lhe fazer um convite a entrar nesta CAMPANHA conosco Amém.

Gostaria que você OBS. As fotos logo abaixo dessa mensagem, e analisasse cada uma delas.No Oeste da Bahia há muitos povoados e vilas com grande números de pobres que estão em estado de necessidades de nossas ajudas, e eu e você  podemos ajudar, é só nos esforçar para isso Amém. Tudo que precisamos para essa missão estão em fotos logo abaixo!Alimentos o principal, roupas, sapatos, agua, fradas para crianças, leite para as mesmas, brinquedos pois quantos nossos filhos tem brinquedos para todos os momentos eles não tem para momentos nem um!Se você quiser e se interessar, veja nossos ENDEREÇOS logo abaixo.
Rua Goiás Qd 90 Lt 10 Condomínio 1525 Casa 13, Bairro Mimoso 2 Cidade Luís Eduardo Magalhães/Bahia CEP 47850-000  Fones (77) 3628-6682  (77) 9 9900-1339Blog:  evangelistamanoelmoura.blogspot.com
Não deixe de ler esse artigo! Deus pode está querendo te abençoar a partir da benção que você repartir aos  outros Amém

Tem uma oração para você logo no final Amém
Disse: Jesus eu não vim para os sãos, e sim para os doentes!
“E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento”. Marcos 2.17
Constantemente deparamo-nos com pessoas doentes. É um estado triste, que necessita de atenção especial. Existem inúmeras doenças que causam as mais variadas reações no corpo. Há aquelas que nitidamente pode-se perceber, mas também as que durante anos se permanece com elas e não são percebidas.Existem até aquelas pessoas que tem alguma doença, mas agem como se não tivessem ou tentam disfarçá-la para que ninguém perceba, ou até negam que estão doentes e tocam a vida normalmente como se nada estivesse acontecendo, e estas pessoas são as mais intrigantes.Jesus, quase que como uma parábola, responde aos fariseus que “não são os que tem saúde que precisam de médico e sim os doentes”. Os doentes precisam do médico, os pecadores precisam ser limpos de seus pecados, precisam ser lavados de suas impurezas.O apóstolo Paulo em sua carta aos Romanos, capitulo 3, versículos de 9 a 11 disse: “Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma, pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado; Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus”. Todos, sem exceção, são pecadores, estão sujeitos à Lei e comentem pecado. Não há nenhum justo diante de Deus pois todos pecaram. Todos transgrediram a Lei santa de Deus.Mas há algo perturbador nas palavras de Jesus quando disse: “Os sãos não necessitam de médico”. Mas, se todos são pecadores sem restrição quem são estes “sãos”? Quem são estes “deus” que não precisam de Jesus.A grande chave da questão está na aceitação do que a pessoa acha que é. Algumas pessoas se acham feias enquanto outras não; umas se sentem bem sucedidas enquanto outras derrotadas; umas se acham espertas enquanto outras inocentes. Muitas pessoas se acham boas por suas próprias obras e acreditam que não há pecado nelas. Muitos não reconhecem que são pecadores.Será impossível uma pessoa ser salva pela obra de Cristo na cruz se não aceitar sua situação pecaminosamente depravadora. Os mestres da lei que eram fariseus repreenderam Jesus, pois Ele estava comendo com “pecadores”. Estes fariseus não se sentiam pecadores pois se escondiam atrás da lei.A grande questão para aquele que precisa ser salvo é o reconhecimento. Reconhecer a sua situação de pecador. O primeiro passo para a salvação é crer em Deus. O segundo passo é reconhecer que é um pecador e precisa da Graça de Deus (Jesus Cristo). O terceiro passo é o arrependimento pelos seus pecados e por último, liberar o perdão para aqueles que te devem e buscar o perdão através da confissão e fé em Jesus Cristo.


Jesus preocupava-se com os pobres
Os relatos dos Evangelhos mostram que Jesus compreendia bem a vida difícil que os pobres levavam e era bastante sensível às necessidades deles. Embora tivesse vivido no céu, Jesus abriu mão da sua vida celestial, nasceu como humano e ‘tornou-se pobre por nossa causa’. (2 Coríntios 8:9) Quando via as multidões, ele “sentia compaixão delas, porque andavam esfoladas e empurradas dum lado para outro como ovelhas sem pastor”. (Mateus 9:36) O relato da viúva necessitada mostra que Jesus ficou impressionado, não pelos grandes donativos dos ricos, que deram “do que lhes sobrava”, mas pelo pequeno donativo da viúva pobre. O que ela fez tocou o coração dele, porque ‘de sua carência, ela lançou nos cofres do tesouro todo o seu meio de vida’. — Lucas 21:4.Jesus não apenas sentia compaixão pelos pobres, mas também se preocupava com as necessidades deles. Ele e os apóstolos tinham um fundo comum de onde tiravam os recursos para ajudar os israelitas necessitados. (Mateus 26:6-9; João 12:5-8; 13:29) Jesus incentivou aqueles que queriam ser seus seguidores a reconhecer a obrigação que tinham de ajudar os necessitados. Ele disse a um jovem governante rico: “Vende todas as coisas que tens e distribui aos pobres, e terás um tesouro nos céus; e vem ser meu seguidor.” O fato de não estar disposto a abrir mão dos seus bens mostrou que o jovem amava mais as riquezas do que a Deus e a seu próximo. Por isso, não tinha as qualidades necessárias para ser um discípulo de Jesus. — Lucas 18:22, 23.
SENHOR meu Deus e  Pai do Senhor Jesus Cristo, quero SENHOR nessa hora orar por essa pessoa essa vida Pai Santo, para que o SENHOR o abençoe em tudo que ele(a) fizerem.SENHOR de acordo com o que ela doar, seja aqui ou para qualquer outras pessoas, ajuda-o com toda graça e amor, SENHOR ela está abrindo o coração para ajudar e ofertar, abençoe sua Empresa, seu trabalho, sua família, seus filhos, seu casamento e tudo que lhe pertence em nome de Jesus Cristo teu Filho eu te penso Amém e Amém. 
Caso você queira fazer um deposito ai está as contas ainda em meu nome pois estamos organizando para fazer na conta do Ministério Amém 


Banco Brasil: Conta Corrente 38.421-6 Agencia 2997-1  
Banco Bradesco: Conta Corrente 21331-4 Agencia 2482-1

WatsApp (77) 9 9900-1339 falar comigo mesmo! 


















































Nenhum comentário:

Postagem em destaque

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” Poucas palavras na Bíblia são tão claras, mas ao mesmo desobedecidas justamente por pessoas que afirmam ser cristãs, como a que ensina que a única possibilidade de chegarmos a Deus é por meio do Seu filho Jesus Cristo. Única. E olha que a Bíblia traz isso na boca do próprio Jesus. Lembremos o que está em João 14:6: “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, se não por mim.” Há quem leia a passagem, a ache correta, concorde, proclame que faz justamente isso na sua vida por ser cristão, mas quando indagado por sua fé em outros personagens bíblicos afirmam que pedem para que estes “intercedam” por ele para chegar a Deus. Sem noção do que diz a palavra de Deus, acham que não estão desobedecendo e, portanto, não estão fazendo nada errado. Ledo engano. Salientando que não se quer aqui atacar ou diminuir a missão dada por Deus a Maria, a mãe de Jesus, ou a nenhum personagem bíblico, a frase citada entre aspas deve ser de longe o maior exemplo de quando uma pessoa diz ser fiel à palavra de Deus, mas a distorce completamente. Percebam que, ao usar a expressão “o caminho”, Jesus não deixou o ensinamento de que devemos ter quem interceda por nós. Ele diz claramente que está nos dando um presente maravilhoso: pela nossa fé chegarmos ao Pai pelo único caminho que é ele, Jesus. Ponto final. A gramática nos ajuda a entender a frase. Se Jesus tivesse dito “um caminho” e não “o caminho”, aí, sim, poderíamos ter opções. Perceba, internauta, que há mais de um caminho para se chegar à praia, ao centro… Mas imagine, por exemplo, um apartamento no 10º andar com apenas uma porta. Será que esta porta é o caminho para o elevador ou um caminho? Alguém arriscaria pular a janela para chegar ao elevador ou só restaria uma única possibilidade: a porta? Para chegarmos a Deus, Jesus é essa única porta. Qualquer outro caminho representa o perigo da janela. E note-se que a Bíblica é didática. Não há passagem nenhuma falando em usar outro caminho para se chegar a Deus, exceto Jesus. Os que usam Maria, por exemplo, o fazem por conta própria. Não tem respaldo bíblico. Percebam que isso não sonega, como por ignorância teológica alguns acreditam, o importante papel que Deus reservou a Maria. A Bíblia, em João 1:1, diz que “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” Mais adiante um pouquinho, no mesmo livro, lê-se: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade (João 1:14). Ou seja, está cristalino que Jesus veio à terra para cumprir a missão de salvar a humanidade das garras de satanás. E no plano de Deus para o verbo se fazer carne era preciso nascer igual a todos nós – inclusive para nos deixar a lição que qualquer pessoa de carne e osso que tenha fé em Deus é capaz de superar as adversidades impostas pelo inimigo e conseguir a salvação. Assim, Deus escolheu Maria. Evidente que pelo mérito dela. Deus não escolheria qualquer uma para trazer o Seu filho ao mundo. Mas optou uma mulher também de carne e osso como todos nós. A partir do momento em que Jesus começou o seu ministério, era ele e o Pai. Só ele e o Pai. Uma decisão de Deus, e que quem tem fé Nele não discute. Prestem atenção a estas palavras de Jesus: “E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho. Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora (João 2:3-4). Percebam que, para quem não vive a fé na palavra de Deus, não entende que Jesus é, de fato, o único caminho para se chegar a Deus, as palavras soam ríspidas – sobretudo dirigidas à própria mãe. Todavia uma reflexão com o auxílio de outras passagens bíblicas joga luz no fato de Jesus ter uma missão dada por Deus, e somente Deus poderia colocar no seu coração o que fazer, como fazer e quando fazer. Aliás, a própria Maria, que nunca disse a ninguém que seria um caminho para Deus, ao menos não existe isso na Bíblia, testemunhou esta aliança Deus x Jesus. “Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser” (João 2:5). Portanto, está evidente que tanto Jesus quanto Maria, assim como todos nós, temos missões dadas por Deus. Missões distintas. A partir do momento em que se pauta a vida na obediência à palavra de Deus, na fé na Bíblia, deixando ensinamentos religiosos à parte (Bíblia é bíblia. Religião é religião), entende-se isso e a frase que serve de título para este texto claramente. Mas, como diz Jesus, quem tem ouvidos que ouça. Deus no comando.