segunda-feira, 24 de julho de 2017

Por que existem tantas igrejas diferentes? Qual é a certa?
Existem muitas razões que contribuíram para haver tantas igrejas diferentes. A grande variedade de igrejas e denominações é muito complexa. Não existe nenhuma igreja perfeita mas existem várias igrejas que seguem os princípios fundamentais da Bíblia.
O desejo de Jesus era que a igreja vivesse em união (João 17:22-23). Dentro da igreja primitiva havia variedade mas todos estavam unidos nos princípios fundamentais da fé. As divisões eram resolvidas pelo debate e a análise das Escrituras. Mas, com o tempo, surgiram divisões que separaram a igreja.
Como escolher a igreja certa?
Existem muitas igrejas de denominações diferentes que são boas. Apenas têm algumas diferenças em doutrinas secundárias. Procure analisar o que a igreja prega de acordo com a Bíblia (1 João 4:1). Evite igrejas com ensinamentos fundamentais errados. Se uma igreja está em conformidade com a Bíblia, ensinará que:
·         Deus é todo-poderoso e criou o mundo; Ele nos criou para o Seu louvor (Salmos 148:5).
·         Todo o homem está em pecado e separado de Deus; a consequência é morte física e ir para o Inferno (Romanos 3:23Romanos 6:23).
·         Porque Deus nos ama, Ele enviou Seu filho Jesus para morrer pelos nossos pecados na cruz; no terceiro dia Ele ressuscitou (Atos dos Apóstolos 2:22-24).
·         Jesus veio como um homem, totalmente homem, mas ao mesmo tempo era totalmente Deus (1 João 2:222 João 1:7).
·         Para ser salvo você deve se arrepender dos seus pecados, crer que Jesus morreu e ressuscitou e confessá-lo como seu senhor e salvador – a salvação vem pela fé; depois você deve ser batizado como prova disso (Romanos 10:9).
·         Quem é salvo recebe o Espírito Santo, que o ajudará a viver uma nova vida, livre do pecado (Atos dos Apóstolos 2:38).
·         Um dia Jesus voltará para buscar os salvos e levá-los para morar no Céu com Ele; também haverá um julgamento e os ímpios serão destruídos junto com o diabo (1 Tessalonicenses 4:16-17Mateus 25:31).
Esses são os ensinamentos fundamentais do Evangelho.
O que é a igreja?
A igreja é o conjunto de todas as pessoas que aceitaram Jesus como seu salvador e seguem a Deus. Cada crente é parte da igreja. Na Bíblia a igreja não é um edifício; é um conjunto de pessoas.
“Igreja” significa assembleia ou congregação. A igreja é um conjunto de pessoas que se reúnem para juntos seguirem a Deus. A igreja é uma comunidade. A Bíblia diz que a igreja é:
·         Todos os crentes – todos salvos de todo o mundo, do passado, presente e futuro, formam a igreja e estão eternamente ligados através de Jesus Cristo – 1 Coríntios 1:2
·         Um grupo de crentes – quando duas ou mais pessoas se reúnem no nome de Deus, formam uma igreja local, que é uma pequena parte da igreja total
Hoje em dia o lugar onde a igreja se reúne regularmente também é chamada de igreja. Na verdade, o edifício não é a igreja; as pessoas dentro do edifício formam a igreja.
Qual é a importância da igreja?
Deus instituiu a igreja. Ninguém pode viver sua fé em isolamento; cada crente precisa viver em comunidade. A igreja implica união; onde crentes não se reúnem não há igreja (Hebreus 10:25).
Ninguém é perfeito. Todos precisamos de ajuda e encorajamento em nossa caminhada com Deus. Todos os membros da igreja devem ajudar uns aos outros, crescendo juntos no amor de Cristo.
Não se reunir com a igreja é um ato de egoísmo e prejudica sua fé. Deus está onde a igreja se reúne (Mateus 18:20). Para ter mais comunhão com Deus é essencial estar com outros crentes.
A igreja é o corpo de Cristo (1 Coríntios 12:27). Quando alguém perde um dedo, esse dedo morre porque não está unido ao resto do corpo. Da mesma forma, nossa fé pode morrer se nos afastamos da igreja. A vida abundante que Deus tem para nós só pode ser plenamente vivida em comunidade, como igreja.
Veja também:

Como surgiram tantas igrejas?
Cada igreja nova se formou por razões diferentes. Existem alguns motivos principais que causam divisões:
Disputas doutrinárias
Muitas vezes dentro de uma igreja surgem grandes debates sobre doutrinas principais ou secundárias. Quando a questão não é resolvida buscando a orientação de Deus, estudando e debatendo o que a Bíblia diz, com sinceridade e a mente aberta, pode causar uma separação.
A separação por causa de doutrinas principais pode ser importante, porque um dos lados pode estar caindo em heresia. Mas a separação por questões não essenciais é triste e revela intolerância. O melhor em todos os casos é tentar reformar, sem separar. Uma separação pode acontecer por:
·         Expulsão – a igreja expulsa as pessoas que não concordam com certa doutrina oficial; os expulsos, para não perder a comunhão, se reúnem e formam uma nova igreja
·         Saída voluntária – as pessoas que discordam da visão oficial da igreja decidem sair para criar uma nova igreja que aceita sua opinião
Ministérios diferentes
Alguns ministérios têm um alvo muito claro, como atingir certa comunidade dentro de uma cidade. Por exemplo, uma comunidade onde todos falam alemão e ninguém fala português pode ter dificuldade em integrar uma igreja onde só se fala português.
Criar igrejas muito específicas não é o ideal, porque não são muito inclusivas. Mas, em certas situações, pode ajudar a evangelizar comunidades mais fechadas.
Por outro lado, nem todas as igrejas estão desunidas. Muitas igrejas concordam nos princípios fundamentais do Evangelho e trabalham em harmonia com outras denominações. Os verdadeiros cristãos são todos irmãos, não importa a denominação.

Por que é importante ir à igreja?
Ir à igreja é importante porque é um mandamento de Deus para nossa edificação (Hebreus 10:25). Na igreja aprendemos mais sobre a palavra de Deus e encorajamos uns aos outros. Se isolar não é bom. A igreja é o lugar perfeito para aprender amor, paciência e respeito pelos irmãos.
O que é a igreja?
A Igreja é o conjunto de todas as pessoas que amam e seguem Jesus. A Bíblia chama a Igreja de corpo de Cristo. Cada crente é uma parte desse corpo. Em Cristo todos os crentes estão unidos e não podem ser separados (Romanos 12:5). Se você é salvo, está unido a toda a Igreja. A igreja também é qualquer lugar onde os membros da Igreja de Cristo se reúnem para adorar a Deus em comunhão.
Antes da igreja, havia sinagogas, que eram lugares onde os judeus se reuniam para louvar a Deus e aprender mais sobre as Escrituras em conjunto. Jesus frequentava as sinagogas com seus discípulos, servindo de exemplo para nós.
Depois da ressurreição e ascensão de Jesus, os discípulos passaram a se reunir regularmente louvar a Deus e aprender como antes tinham feito nas sinagogas. Começaram por se reunir no pátio do templo e em suas casas, depois em lugares maiores quando tinham muitos membros (Atos dos Apóstolos 2:46). Surgiu assim a igreja como a conhecemos hoje.
Por que ir à igreja hoje?
A Igreja é o Corpo de Cristo. Nenhum membro de um corpo pode subsistir sozinho, sem o resto do corpo (1 Coríntios 12:21-22). Quer gostemos, quer não, as pessoas na igreja são nossa família e temos de aprender a viver com elas (até porque vamos passar a eternidade com elas).
Ninguém na igreja é perfeito, nem mesmo o pastor. O próprio apóstolo Pedro cometeu erros como líder na igreja primitiva. A igreja nunca foi um lugar de pessoas perfeitas. Deus ordenou que a Igreja se reunisse para juntos tratarmos de nossas imperfeições.
Os membros da Igreja ajudam, encorajam, confortam, repreendem, ensinam uns aos outros no amor de Deus (Colossenses 3:15-16). Nem sempre fazem isso direito mas é um processo de aprendizagem em conjunto. Crescemos muito mais espiritualmente quando estamos juntos como igreja do que cada um ficando isolado (Efésios 4:15-16).
Não há nenhum problema em ter uma igreja em casa mas quando tem muitas pessoas já se torna inconveniente. A partir de um certo número de pessoas, é bom ter um lugar maior para reunir regularmente. A estrutura mais formal da igreja ajuda a organizar grupos maiores. Além disso, uma igreja é um lugar visível, onde qualquer pessoa pode entrar da rua sem precisar de convite.


Por que existem tantas igrejas diferentes? Qual é a certa?
Existem muitas razões que contribuíram para haver tantas igrejas diferentes. A grande variedade de igrejas e denominações é muito complexa. Não existe nenhuma igreja perfeita mas existem várias igrejas que seguem os princípios fundamentais da Bíblia.
O desejo de Jesus era que a igreja vivesse em união (João 17:22-23). Dentro da igreja primitiva havia variedade mas todos estavam unidos nos princípios fundamentais da fé. As divisões eram resolvidas pelo debate e a análise das Escrituras. Mas, com o tempo, surgiram divisões que separaram a igreja.
Como escolher a igreja certa?
Existem muitas igrejas de denominações diferentes que são boas. Apenas têm algumas diferenças em doutrinas secundárias. Procure analisar o que a igreja prega de acordo com a Bíblia (1 João 4:1). Evite igrejas com ensinamentos fundamentais errados. Se uma igreja está em conformidade com a Bíblia, ensinará que:
·         Deus é todo-poderoso e criou o mundo; Ele nos criou para o Seu louvor (Salmos 148:5).
·         Todo o homem está em pecado e separado de Deus; a consequência é morte física e ir para o Inferno (Romanos 3:23Romanos 6:23).
·         Porque Deus nos ama, Ele enviou Seu filho Jesus para morrer pelos nossos pecados na cruz; no terceiro dia Ele ressuscitou (Atos dos Apóstolos 2:22-24).
·         Jesus veio como um homem, totalmente homem, mas ao mesmo tempo era totalmente Deus (1 João 2:222 João 1:7).
·         Para ser salvo você deve se arrepender dos seus pecados, crer que Jesus morreu e ressuscitou e confessá-lo como seu senhor e salvador – a salvação vem pela fé; depois você deve ser batizado como prova disso (Romanos 10:9).
·         Quem é salvo recebe o Espírito Santo, que o ajudará a viver uma nova vida, livre do pecado (Atos dos Apóstolos 2:38).
·         Um dia Jesus voltará para buscar os salvos e levá-los para morar no Céu com Ele; também haverá um julgamento e os ímpios serão destruídos junto com o diabo (1 Tessalonicenses 4:16-17Mateus 25:31).
Esses são os ensinamentos fundamentais do Evangelho.
Como surgiram tantas igrejas?
Cada igreja nova se formou por razões diferentes. Existem alguns motivos principais que causam divisões:
Disputas doutrinárias
Muitas vezes dentro de uma igreja surgem grandes debates sobre doutrinas principais ou secundárias. Quando a questão não é resolvida buscando a orientação de Deus, estudando e debatendo o que a Bíblia diz, com sinceridade e a mente aberta, pode causar uma separação.
A separação por causa de doutrinas principais pode ser importante, porque um dos lados pode estar caindo em heresia. Mas a separação por questões não essenciais é triste e revela intolerância. O melhor em todos os casos é tentar reformar, sem separar. Uma separação pode acontecer por:
·         Expulsão – a igreja expulsa as pessoas que não concordam com certa doutrina oficial; os expulsos, para não perder a comunhão, se reúnem e formam uma nova igreja
·         Saída voluntária – as pessoas que discordam da visão oficial da igreja decidem sair para criar uma nova igreja que aceita sua opinião
Ministérios diferentes
Alguns ministérios têm um alvo muito claro, como atingir certa comunidade dentro de uma cidade. Por exemplo, uma comunidade onde todos falam alemão e ninguém fala português pode ter dificuldade em integrar uma igreja onde só se fala português.
Criar igrejas muito específicas não é o ideal, porque não são muito inclusivas. Mas, em certas situações, pode ajudar a evangelizar comunidades mais fechadas.
Por outro lado, nem todas as igrejas estão desunidas. Muitas igrejas concordam nos princípios fundamentais do Evangelho e trabalham em harmonia com outras denominações. Os verdadeiros cristãos são todos irmãos, não importa a denominação.

O que Deus diz sobre a união?
Deus fica feliz quando os crentes vivem em união (Salmos 133:1). A força de um grupo depende da sua união. Deus também quer que as pessoas vivam em união com Ele.
A união é essencial para os seguidores de Cristo. Primeiro, a união de cada pessoa com Deus, através de Jesus (João 17:23). Essa união foi quebrada quando pecamos mas é restaurada quando aceitamos o sacrifício de Jesus. A Bíblia também fala da união da família – marido e mulher, pais e filhos, irmãos. Essa é uma união íntima e muito especial entre as pessoas da família e traz segurança e estabilidade no ambiente familiar. A união também é uma coisa de amigos, que se protegem e ajudam (Eclesiastes 4:5-12).

Ainda outro tipo de união na Bíblia é entre os seguidores de Jesus. O que une os crentes não são laços de sangue ou interesses em comum mas o amor incondicional de Cristo. A Igreja de Cristo é descrita em 1 Coríntios 12:12-30como um corpo, que tem de estar completamente unido para funcionar bem. Os membros são muito diferentes mas cada um tem um papel muito importante para a comunidade toda. Quando a Igreja está unida, mostra a glória de Jesus (João 17:22).

Deus só não aprova quando as pessoas se unem para fazer o mal. Aí Ele frustra os seus planos e promove a desunião (Salmos 2:1-6).
Quando a união se perde, os relacionamentos ficam estragados e se gera muita confusão. As pessoas que não estão unidas perdem a confiança umas nas outras e estão mais fracas e vulneráveis a ataques.
Quais são os benefícios da união?
·         Segurança e proteção – Eclesiastes 4:12.
·         Ajuda entre irmãos quando têm necessidades – Romanos 12:13.
·         Coragem e motivação para continuar – Efésios 4:29.
·         Ensino e aprendizagem – Gálatas 6:6.
·         Compreensão e paz entre pessoas – Romanos 12:15-16.
·         Capacidade para fazer muito mais juntos do que cada um sozinho – Efésios 4:16.
Para se gerar união, é preciso conviver com os irmãos da igreja. Isso às vezes é difícil mas com o tempo vão se conhecendo melhor e a amizade levará à união. Isso implica ser honesto e compreensivo no convívio com os outros e, acima de tudo, o estudo e o amor à palavra de Deus.

Que essa leitura te faça melhor pessoa nessa terra, e no meio dos amados e queridos povos, Irmãos e colegas.

Para entender e ser melhor, é melhor pegar a Bíblia em mãos e vai a frente.
Peça ao Espírito Santo antes de fazer um ESTUDO, ou de dar sua opinião. Amém






Nenhum comentário:

Postagem em destaque

UM OBREIRO SEM APROVAÇÃO DE DEUS, É COMO UMA OVELHA SEM REBANHO.